Você está aqui Mundo Educação Sexualidade Amizade Colorida
Amizade Colorida
A amizade colorida pode ser uma alternativa àqueles que não querem ficar sozinhos

Amizade colorida, diferente da amizade tradicional, envolve contato físico, troca de carícias e, de forma diferente das “ficadas”, existe certa cumplicidade entre os envolvidos. Mesmo assim, não se trata de namoro, já que, apesar de muitas vezes se prezar pela companhia da pessoa, na amizade colorida não há o compromisso de se estar sempre e, tampouco, somente com ela.

Geralmente o amigo é requerido em momentos de carência, entre um namoro e outro; ou quando se quer estar junto de alguém no qual você confia, mas que, por algum motivo, razão ou circunstância, não pretende se envolver com ela (ou com ninguém). Aí é que está a grande questão: caso não seja bem estabelecido, ou caso ambas as partes não estejam bem resolvidas quanto à situação, existe o risco em potencial de um dos dois criar expectativas ou mesmo se apaixonar, sem que o sentimento seja recíproco. Assim, principalmente em casos de pessoas que já eram amigas anteriormente, há a possibilidade da relação se tornar fragilizada, ou mesmo se acabar.

Existem pessoas que afirmam que “casos coloridos” podem se tornar um namoro, já que carinho e respeito são sentimentos que vão se construindo ao longo do tempo, e ambos já conhecem as manias, rotina e limites do outro. Também há aqueles que acreditam que “amigo é amigo, amores à parte”, e que dificilmente uma amizade colorida evoluirá para “algo mais”.

Assim, como nossa espécie tem uma grande capacidade de confundir as coisas, principalmente quando se envolve sentimentos, pode ser importante avaliar os riscos em potencial, e ver se realmente está disposto a enfrentá-los; ou simplesmente viver o presente e não esperar muito do parceiro nem da relação. Desta forma, a possibilidade de se machucar, ou sair magoado ou constrangido, é bem menor.

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
Equipe Mundo Educação

Assuntos Relacionados

Comentários