Você está aqui Mundo Educação Sexualidade Atração sexual

Atração sexual

A atração sexual nada mais é do que o desejo sexual por outra pessoa e pode estar relacionada, segundo alguns estudos, com os nossos genes.

Atração sexual
A atração sexual, geralmente, está associada à escolha de um parceiro saudável

A atração sexual pode ser resumidamente explicada como o desejo sexual por outra pessoa. Esse desejo, diferentemente do que muitos pensam, vai além do simples fato de outra pessoa obedecer aos padrões de beleza da sociedade. Geralmente fatores psicológicos, sociais, econômicos e, até mesmo, genéticos podem influenciar nossas escolhas.

Fatores que influenciam a atração sexual

Geralmente, quando se fala em atração sexual, pensa-se em beleza. Inconscientemente nosso organismo busca outras pessoas que apresentam saúde e juventude e que, consequentemente, serão melhores para a geração de filhos. Indivíduos simétricos, normalmente, são os mais escolhidos, pois indicam que são os mais saudáveis.

O mesmo é válido para a quantidade de gordura no corpo das mulheres, que, em locais adequados, indica altos níveis do hormônio estrogênio, ligado à reprodução. É por isso que muitos homens sentem-se atraídos por mulheres com cinturas finas e quadris largos. Inconscientemente, ele está analisando a capacidade reprodutiva dela.

A voz também apresenta grande relação com a atração. Homens com voz grave, por exemplo, também se tornam muito atraentes, uma vez que esse tipo de voz está relacionado com altos níveis de testosterona. Além disso, inteligência e bom humor parecem influenciar o impulso sexual por estarem relacionados com melhores chances de reprodução.

Apesar de a primeira impressão ser realmente a aparência e o comportamento, a atração sexual também está bastante ligada aos cheiros. Segundo algumas pesquisas, o cheiro está relacionado com o complexo principal de histocompatibilidade (MHC). O MHC é um conjunto de genes que controla o sistema imunológico e relaciona-se também com a rejeição de tecidos. Se um casal apresenta MHC semelhante, pode ocorrer uma grande chance de o corpo da mulher rejeitar o bebê.

Estudos indicam que somos capazes de identificar esses genes pelo cheiro. Em virtude dos riscos da finalização inesperada da gestação e também do aumento da chance de fortalecimento do sistema imunológico do filho, inconscientemente, escolhemos parceiros com sistemas imunológicos diferentes do nossos. Podemos concluir, portanto, que, segundo alguns estudos, realmente somos atraídos pelo nosso oposto quando o assunto é genética.

Além dos cheiros do MHC, os seres humanos, assim como outras espécies de animais, possuem feromônios que ajudam na atração sexual. Vale destacar, no entanto, que essa forma de comunicação química apresenta-se bem mais sutil do que em animais.

A atração sexual e os relacionamentos

A atração sexual está relacionada com o desejo sexual, com a escolha de parceiros sexuais, e não necessariamente com o estabelecimento de relacionamentos. Uma pessoa pode, por exemplo, sentir-se atraída por outra, mas não querer um relacionamento com ela. Percebe-se, portanto, que essas relações são muito mais complexas do que a simples busca de parceiros.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados

Comentários