Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Artes
  3. Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci

“Leonardo da Vinci é considerado um gênio, pois utilizava seu talento nas artes, medicina, engenharia, arquitetura e física.”

Leonardo da Vinci, reconhecido como um dos mais completos artistas de todos os tempos, era um pintor que, além de obras de artes, com pinturas muito famosas e mais reproduzidas pelo mundo todo, também utilizava sua genialidade e talento no ramo da medicina, engenharia, arquitetura e física.

Leonardo di Ser Piero “da Vinci” nasceu em 15 de abril de 1452, em Vila de Vinci, na Toscana, Itália. Leonardo era filho da camponesa Caterina Lippi e do tabelião Piero da Vinci. Seus pais não eram casados, e ele acabou sendo educado por parentes próximos, como sua madrasta e avó, já que sua mãe entregou a sua guarda ao pai quando o artista tinha apenas 5 anos de idade.

Leonardo da Vinci passou a juventude na cidade de Florença, num período de grande excitação artística e cultural. Posteriormente, ainda viveu em Milão, Roma e, por último, na França

Apesar de todos acharem que “da Vinci” trata-se de seu sobrenome, isso não é real. Escolheu-se essa denominação devido ao vilarejo onde nasceu. Traduzindo para o português, seria algo como Leonardo da Vila da Vinci, que se resumiu em Leonardo da Vinci

Como era da Vinci?

Relatos antigos apontam que Leonardo tinha cabelos louros, nariz aquilino e olhos azuis. Na biografia de da Vinci escrita por Walter Isaacson, o autor define o artista com a seguinte frase: “O maior gênio da história era filho ilegítimo, gay, vegetariano, canhoto, muito disperso e, às vezes, herético”. Isaacson também afirma que da Vinci era um grande ativista pelos animais, do tipo que faria inveja aos militantes de hoje.

Leonardo da Vinci
Desenho de Leonardo da Vinci feito
por Cosomo Colombini.**

Quando jovem, Leonardo da Vinci chamava atenção por ser dono de uma beleza física inigualável. É difícil conseguir visualizar todas essas características na imagem que conhecemos de da Vinci, já que a maioria das pinturas que o retratam são dele já mais velho.

Leonardo da Vinci morreu aos 67 anos, em 2 de maio de 1519, em Cloux, na França. Foi enterrado na igreja de Saint-Florentin, em Amboise.

Um artista completo

Engana-se quem acredita que da Vinci seja chamado de gênio somente por conta de suas obras de arte. Seu talento ia muito além disso, sendo uma das figuras mais importantes do período conhecido como Renascimento, que foi um movimento artístico, científico e cultural ocorrido na Europa entre a Idade Média e a Idade Moderna, período compreendido entre os séculos XIV, XV e XVI. 

Entre suas obras mais famosas e conhecidas estão “A última ceia” e “Mona Lisa”. Mas as suas criações não pararam por aí. Ele realizou inúmeros estudos no que diz respeito às mais diversas áreas, como arquitetura, engenharia civil, Matemática, escultura, óptica e até anatomia humana. Leonardo da Vinci possuía uma grande criatividade e a habilidade de unir arte e ciência em resultados e estudos incríveis. 

O artista tinha o hábito de registrar tudo em seus cadernos, desde rascunhos, pensamento, emoções  até outros tipos de reflexões. Algumas anotações eram escritas utilizando códigos e até de trás para frente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Obras de Da Vinci

Da Vinci deixou um grande legado artístico, principalmente, no que diz respeito às suas obras. Criou técnicas que até então nunca tinham sido utilizadas e transformou o mundo das artes. Ele aperfeiçoou o uso do sombreamento, o chamado sfumato, em suas pinturas. 

Já na escultura, utilizava o uso da perspectiva para modelar objetos em superfícies bidimensionais e até tridimensionais. Nas artes plásticas, foi um dos primeiros italianos a usar a técnica de óleo sobre tela. Geralmente, retratava em suas pinturas temas religiosos.

Em sua trajetória como artista, da Vinci criou mais de 30 obras, contudo, nem todas foram concluídas, é o caso de “A adoração dos magos”, “São Jerônimo no deserto” e a “Batalha de Anghiari”. Inúmeros desenhos, esboços e páginas de notas foram encontradas após sua morte.

Catalogamos as principais obras de Leonardo da Vinci em ordem cronológica. Confira:

  • “Anunciação”: 1475-1480
  • “Adoração dos Magos”: 1481
  • “A última ceia”: 1498
  • “Mona Lisa ou La Gioconda”: 1503-1505
  • “A Virgem e o Menino com Santa Ana”: 1510
  • “São João Batista”: 1514

A Última Ceia

“A Última Ceia” é uma pintura sobre a parede do refeitório do Convento de Santa Maria Delle Grazie, em Milão, Itália, na qual Da Vinci utilizou a técnica de afresco mais comum, que era a de têmpera de ovo sobre reboco úmido. A pintura representa o momento bíblico em que Cristo compartilha sua última refeição com os discípulos.

Estudiosos de Da Vinci afirmam que o momento retratado é aquele em que Cristo afirmava "um de vós me há-de trair" e os discípulos estarão perguntando "Sou eu, Senhor?". A análise baseia-se na agitação dos apóstolos na pintura, por meio de gestos dramáticos e expressões que demonstram apreensão e inquietação. Essa obra de Leonardo da Vinci tornou-se a marca registrada do artista.

A Última Ceia
“A Última Ceia”, uma das mais importantes de Da Vinci. ***

“A Última Ceia” também é vista com uma perfeita simetria em sua composição, já que distribui os 12 apóstolos em quatro grupos de tríades e Cristo como o elemento central. Traçando duas diagonais, teremos como ponto de intersecção a fronte de Cristo, centro e ponto de fuga da composição, para onde todo o movimento é convergido.

“Mona Lisa”

“Mona Lisa” ou “La Gioconda” é um quadro feito por da Vinci e está entre os mais famosos e populares do mundo. Trata-se de uma pintura em óleo sobre madeira de álamo feita utilizando a técnica do sfumato. Retrata a figura de uma mulher com um sorriso tímido e expressão introspectiva. Atualmente, está exposta no Museu do Louvre, em Paris, França.

Apesar de seu rosto ser um dos mais reconhecidos da história, a identidade da modelo que posou para Leonardo da Vinci continua sendo um dos maiores mistérios da obra. Há várias teorias sobre quem tenha sido, mas três parecem ser mais relevantes e de credibilidade, sendo transmitidas ao longo da história. 

Mona Lisa
O quadro de Mona Lisa está exposto
no Museu do Louvre, em Paris.**** 

A primeira teoria e tida como a mais provável, por Giorgio Vasari e outras evidências, é que a moça retratada é Lisa del Giocondo, esposa de Francesco del Giocondo, figura importante da sociedade de Florença. Estudiosos afirmam existir documentos que fazem menção a Leonardo pintando um quadro de Lisa.

A segunda hipótese é de que se trata de Isabel de Aragão, a duquesa de Milão. Retratos da duquesa comparadas ao da modelo Mona Lisa revelam existir semelhanças claras entre ambas.

E a terceira e última hipótese, bem mais polêmica, é de que a figura  representada no quadro trata-se do próprio Leonardo da Vinci vestindo roupas femininas. Essa teoria tem sido apontada baseada nas semelhanças entre a modelo de “Mona Lisa” e os autorretratos que da Vinci pintou. 

Física, Natureza e Anatomia

Leonardo também era inventor e cientista. Entre os rascunhos de seus cadernos, também estavam os seus desenhos. Muitos deles contribuíram para estudos no ramo da Física

Havia anotações que mostravam desenhos de espelhos côncavos que concentrariam raios de luz a partir de diversos ângulos, ajudando a entender mais sobre o funcionamento da Óptica. Teoremas iniciais referentes à inércia, à força e à ação/reação também foram encontrados entre os rascunhos do artista.

O Homem Vitruviano
O Homem Vitruviano é um dos desenhos mais
conhecidos de Leonardo da Vinci e perfeito quanto
à simetria do corpo humano. ***** 

Apaixonado pela natureza e tudo que a envolvia, afirmava que o bom artista também deveria ser um bom cientista para melhor compreender e descrever a natureza. Ele também estudava ações até então não despertadas pela curiosidade de outras pessoas, como a funcionalidade dos moinhos, e de que forma acontece o voo de pássaros.

Não há como deixar de destacar a sua curiosidade pela anatomia humana e toda a sua funcionalidade. Relatos apontam que da Vinci chegava a ficar noites inteiras em hospitais a fim de saber como era a funcionalidade do corpo. Dessas observações, passava para o papel por meio de desenhos de partes do corpo humano e seus detalhes de estudos de observação.

Sua famosa obra “O Homem Vitruviano”, de 1492, é uma ilustração que conta com um desenho de uma figura humana com proporções perfeitas, com os braços e as pernas estendidos dentro de um círculo e de um quadrado. Ela foi inspirada em uma célebre passagem do arquiteto romano Vitruvius.

Curiosidades de da Vinci

Leonardo da Vinci, além de artista, possuía outras inúmeras habilidades nas mais diversas áreas. Mas há também alguns fatos curiosos sobre a sua vida em meio a tanto talento e inteligência.

O artista foi o responsável por um grande número de invenções a frente do seu tempo e que depois de muitos anos (e séculos) é que tomaram forma propriamente dita, passando por alguns ajustes. Entre os itens estão um modelo de paraquedas, asa-delta, tanques blindados, escavadeiras, robô, aparelho para mergulho submarino e até uma ponte giratória. Da Vinci até tentou desenvolver a primeira máquina que voava com homens, em 1498.

Desenhos dos protótipos e invenções de Leonardo da Vinci.******

A biografia escrita por Walter Isaacson vai virar filme. Da Vinci será interpretado nos cinemas pelo seu xará Leonardo DiCaprio. Uma curiosidade sobre o ator é que seu nome foi inspirado, justamente, no artista italiano.


Créditos da imagem*: Iryna1/Shutterstock.com
Créditos da imagem**: Everett Historical/Shutterstock.com
Créditos da imagem ***:  Renata Sedmakova/Shutterstock.com
Créditos da imagem ****: Oleg Golovnev/Shutterstock.com)
Créditos da imagem *****: Jakub Krechowicz/Shutterstock.com
Créditos da imagem ******: Kwirry/Shutterstock.com

Publicado por: Érica Caetano
Leonardo da Vinci.*
Leonardo da Vinci.*

Assuntos Relacionados