Útero

O útero é um órgão, do sistema reprodutor feminino, em formato de pera e que apresenta como principais partes: fundo, corpo do útero e colo uterino.

O útero é um órgão, em formato de pera, que possui paredes espessas e faz parte do sistema reprodutor feminino. Esse órgão apresenta como sua principal função servir de local para o desenvolvimento do bebê e está localizado na parte anterior da cavidade pélvica, mais precisamente em frente ao reto e acima da bexiga. Esse órgão é móvel, porém é fixado por vários ligamentos (largo, redondo, cardinal e uterossacro).

Função do útero

O útero é, sem dúvidas, um órgão essencial para os seres humanos. O embrião adere-se, após alguns dias da fecundação, às células do epitélio endometrial e, posteriormente, penetra na mucosa uterina — um processo conhecido como implantação ou nidação. No corpo da mulher, portanto, o útero caracteriza-se por ser o local onde ocorre o desenvolvimento do embrião e do feto.

Leia também: Gravidez

O útero é o local em que o feto encontra as condições adequadas para o seu desenvolvimento.
O útero é o local em que o feto encontra as condições adequadas para o seu desenvolvimento.

Partes do útero

O útero, em seu estado normal, apresenta cerca de 7 cm de comprimento e 5 cm de largura. Esse órgão é encontrado em número de um no corpo feminino e apresenta em seu interior uma cavidade triangular. A porção dilatada é chamada de corpo do útero e a porção mais estreita, a qual se abre na vagina, é denominada de colo uterino, cérvice ou cérvix.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A parte superior da porção dilatada do útero apresenta o formato de cúpula e é denominada fundo do útero. É possível observar que uma tuba uterina penetra a cada lado da parte superior do órgão pelos chamados óstios tubários. Desse modo, o fundo do útero está localizado entre duas tubas. Vale destacar que as tubas uterinas são a parte do sistema reprodutor feminino em que ocorre, geralmente, a fecundação.

Observe atentamente as principais partes do útero.
Observe atentamente as principais partes do útero.

Colo do útero

O colo do útero, porção também chamada por cérvice uterina, é a parte mais baixa do útero. Nesse local, a camada muscular é menor e observa-se maior quantidade de tecido conjuntivo denso. Há, nele, uma grande presença de glândulas que liberam uma secreção importante no momento da fertilização. Quando a mulher está ovulando, secreções mais fluídas são liberadas e facilitam a penetração do esperma para o interior do útero.

O colo do útero pode ser dividido em duas partes, sendo uma mais inferior, chamada colo intravaginal, e a outra denominada colo supravaginal ou extravaginal. O colo intravaginal caracteriza-se por ser englobado por projeções que partem da parede da vagina, enquanto o colo supravaginal não se apresenta circundado por essas projeções da parede.

Camadas do útero

A parede do útero é espessa e pode ser dividida em três camadas:

  • Camada externa: caracteriza-se por ser o revestimento epitelial do útero.

  • Camada média ou miométrio: caracteriza-se por ser a mais espessa e é formada por tecido muscular liso. Nessa camada, verifica-se vários feixes musculares entrelaçados e tecido conjuntivo separando esses feixes. O miométrio, por sua vez, pode ser dividido em outras camadas que não podem ser muito bem definidas, sendo que, nas camadas intermediárias, observa-se a passagem de vasos sanguíneos que garantem a irrigação do órgão. Durante a gravidez, o miométrio apresenta grande aumento do número de células musculares e também o aumento dessas células.

  • Camada interna ou endométrio: reveste a cavidade uterina e é formada por um tecido epitelial e um tecido conjuntivo. O tecido epitelial é do tipo simples colunar, formado por células ciliadas e células secretoras. O tecido conjuntivo, por sua vez, apresenta fibroblastos e é rico em matriz extracelular. Podemos distinguir duas camadas no endométrio: a camada basal (mais profunda) e a camada funcional (a qual sofre muitas variações durante os ciclos menstruais e é eliminada no processo de menstruação). O endométrio é altamente vascularizado, nele são observadas artérias retas e artérias espirais, sendo as primeiras responsáveis pela irrigação da camada basal; e as últimas, pela irrigação da camada funcional.

→ Ligamentos do útero

O útero é um órgão que se destaca por ser bastante móvel, entretanto sua fixação é garantida por meio de ligamentos. Veja, a seguir, os ligamentos que fixam o útero:

  • Ligamentos largos: são formados por uma camada dupla de peritônio (membrana que reveste a cavidade abdominal e órgãos nela contidos), ligam o útero à cavidade pélvica por meio das margens laterais.

  • Ligamentos redondos: são dois ligamentos que têm sua fixação na parte superior do útero, perto das tubas uterinas.

  • Ligamentos cardinais: são dispostos abaixo do ligamento largo.

  • Ligamentos uterossacrais: ligam o colo uterino ao osso do sacro.

Câncer do colo do útero

O câncer do colo do útero, também chamado câncer cervical, está relacionado com a infeção pelo Vírus do Papiloma Humano (HPV). Como o HPV é transmitido, principalmente, por via sexual, o uso de preservativo em todas as relações sexuais diminui o risco de contrair o vírus. Vale salientar que, apesar da proteção da camisinha, sua eficácia não será completa, pois a transmissão pode ocorrer devido ao contato com a vulva, região perianal e bolsa escrotal.

O câncer do colo do útero não causa sintomas em sua fase inicial. Muitas vezes ele é descoberto através de exames de rotina. Em casos mais avançados, pode desencadear sangramento vaginal e dores abdominais.

Leia também: Vacinação contra HPV

Câncer de útero

O câncer de útero pode afetar as diferentes pares do corpo do útero.
O câncer de útero pode afetar as diferentes pares do corpo do útero.

O câncer uterino pode iniciar-se em diferentes partes desse órgão. O tipo mais comum ocorre no endométrio (câncer de endométrio), entretanto, pode ocorrer também na musculatura do órgão (sarcoma uterino). O câncer de útero é mais comum em mulheres na menopausa e seu principal sintoma é o sangramento vaginal anormal. Além do sangramento, a mulher pode apresentar dor pélvica, cansaço e perda de apetite.

Endometriose

A endometriose é uma doença que afeta o útero da mulher, mais precisamente o endométrio. Essa doença caracteriza-se pelo crescimento do endométrio para fora da cavidade uterina. Esse problema pode desencadear dor pélvica, sangramento e infertilidade. A dor associada à endometriose é geralmente tratada com uso de anticoncepcionais.

O útero é um órgão, encontrado na mulher, que apresenta o formato de pera.
O útero é um órgão, encontrado na mulher, que apresenta o formato de pera.
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados