Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Água

Água

“A água é um recurso natural essencial para a existência de vida na Terra, bem como para o desenvolvimento da sociedade, por estar presente em inúmeras atividades do dia a dia.”

A água é, sem dúvidas, uma das substâncias mais importantes que conhecemos. Sem ela, a vida como concebemos hoje não seria possível, uma vez que todos os seres vivos apresentam água em sua composição, e diversas reações químicas só ocorrem em meio aquoso.

Além disso, não podemos nos esquecer de que vivemos em um planeta que se destaca pela grande quantidade dessa substância, a qual é encontrada no estado sólido, líquido e gasoso. A seguir falaremos mais sobre a água, enfocando, entre outros aspectos, sua parte química, sua importância para todos os seres vivos, seu ciclo e a questão da água no planeta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Composição da água

A água é uma substância formada por dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio (H2O). Esses elementos unem-se graças às ligações chamadas de covalentes ou moleculares, que são caracterizadas pelo compartilhamento de elétrons presentes na última camada eletrônica para adquirir estabilidade.

A molécula da água é angular, e o ângulo formado entre os átomos é de 104,5 graus. Essa angulação garante polaridade à molécula, que, por sua vez, faz com que a água seja um dos principais solventes existentes no planeta. Analisando isoladamente a molécula da água, ela terá um formato semelhante à letra V.

A água é formada por dois átomos de hidrogênio ligados a um átomo de oxigênio por meio de ligações covalentes.
A água é formada por dois átomos de hidrogênio ligados a um átomo de oxigênio por meio de ligações covalentes.

As moléculas de água unem-se por ligações de hidrogênio. Essas ligações acontecem em virtude da atração exercida pelos átomos de oxigênio aos átomos de hidrogênio das moléculas vizinhas. Essa atração acontece, pois o hidrogênio é levemente positivo e é atraído pelo oxigênio levemente negativo de outra molécula.

A água no estado sólido apresenta ligações mais duráveis. Já no estado líquido, as ligações de hidrogênio são desfeitas e refeitas rapidamente, o que garante a fluidez da água. No estado gasoso, as moléculas não estão ligadas por essas ligações, sendo encontradas, portanto, de maneira individual.

Água como solvente universal

A água possui grande capacidade de dissolver diversas substâncias, o que a torna um “solvente universal”. Para agir como solvente, a água deve interagir com o soluto, promovendo a separação das substâncias ou realizando novas ligações. Essa propriedade é explicada pela polaridade da molécula.

Quando substâncias iônicas são colocadas na água, por exemplo, esse solvente consegue separar os íons do soluto, em um processo conhecido como hidratação. Quando compostos não iônicos, como o açúcar, são misturados a ela, o processo é diferente. Nesse caso, as moléculas do soluto estabelecem pontes de hidrogênio com moléculas do solvente.

Substâncias hidrofílicas e hidrofóbicas

As moléculas do óleo apresentam comportamento hidrofóbico.
As moléculas do óleo apresentam comportamento hidrofóbico.

Quando analisamos a afinidade de uma substância pela água podemos classificá-las em hidrofílicas ou hidrofóbicas.

  • Substâncias hidrofílicas: apresentam afinidade pela água. Vale destacar que a substância hidrofílica não necessariamente se dissolverá na água.

  • Substâncias hidrofóbicas: não apresentam afinidade pela água. Um exemplo é o óleo de cozinha que não se mistura com a água.

Água nos seres vivos

As águas-vivas apresentam 98% de seu corpo formado por água.
As águas-vivas apresentam 98% de seu corpo formado por água.

A água não é encontrada exclusivamente no meio ambiente, estando presente também na composição dos seres vivos. De acordo com o organismo analisado, a quantidade de água pode atingir porcentagens extremamente altas, como é o caso das águas-vivas, que possuem seu corpo formado por 98% de água. Nos seres humanos, a água corresponde a aproximadamente 70% da massa corpórea.

Nos seres vivos, a água desempenha variadas funções. Veja a seguir as principais delas:

  • Transporte de substâncias pelo corpo;

  • Eliminação de substâncias tóxicas ou em excesso;

  • Regulação térmica do organismo;

  • Diminuição de atrito por meio da lubrificação de superfícies;

  • Dissolução de substâncias para a realização de reações metabólicas.

Importância da água para o corpo humano

O ser humano apresenta cerca de 70% do corpo composto por água.
O ser humano apresenta cerca de 70% do corpo composto por água.

Os seres humanos, assim como os outros seres vivos, necessitam de água para o funcionamento do corpo, sendo essa substância fundamental para a nossa sobrevivência. Entre as funções da água no nosso corpo, podemos destacar:

  • Composição das células, tecidos e órgãos;

  • Participação nas várias reações químicas que ocorrem no nosso corpo;

  • Controle da temperatura do corpo, uma vez que o suor é rico em água e sua evaporação garante a redução da temperatura do corpo;

  • Eliminação de substâncias tóxicas, já que a urina é composta por mais de 90% de água;

  • Participação no transporte de nutrientes e oxigênio para as células, pelo fato de a água ser um componente do plasma sanguíneo;

  • Participa da proteção de várias partes do organismo. As lágrimas, por exemplo, são ricas em água e protegem nossos olhos, o líquido entre as articulações evita atrito entre ossos, e o líquido amniótico garante a proteção ao bebê em desenvolvimento.

Diante de sua importância, é fundamental ingerirmos água diariamente, sendo recomendada a ingestão de pelo menos dois litros de água todos os dias. Vale salientar que esses valores podem ser alterados, dependendo das atividades físicas praticadas por um indivíduo e das temperaturas de cada região.

Recomenda-se a ingestão de pelo menos dois litros de água por dia.
Recomenda-se a ingestão de pelo menos dois litros de água por dia.

Leia também: Qual é a quantidade de água que deve ser ingerida diariamente?

Distribuição da água no planeta

Cerca de 70% da superfície terrestre está coberta por água. Desse total, 97,5% corresponde à disponibilidade de água salgada e 2,5% corresponde à água doce disponível, totalizando aproximadamente 1,4 bilhão de km3. Veja a seguir o gráfico de distribuição da água:

O volume de água doce existente no planeta não se distribui uniformemente no globo. Isso deve-se ao fato de que a distribuição de água varia e depende da presença dos ecossistemas em cada lugar. Rússia, China, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Índia, Colômbia e a República Democrática do Congo concentram cerca de 60% da água doce disponível no mundo.

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), a água doce (superficial) distribui-se da seguinte forma entre os continentes:

África

Cerca de 9,7%

América

Cerca de 39,6%

Ásia

Cerca de 31,8%

Europa

Cerca de 15%

Oceania

Cerca de 3,9%

  • Distribuição de água no Brasil

O Brasil representa aproximadamente 12% do total mundial de água doce superficial, uma posição privilegiada em relação aos outros países do mundo. Veja a distribuição de água doce entre as regiões do país, segundo a ANA:

É possível perceber que a distribuição de água no país não é uniforme. Mais da metade dos recursos hídricos encontram-se na Região Norte do país, representados especialmente pela Bacia Amazônica. Essa região é uma das menos povoadas do Brasil vivendo apenas 7% da população brasileira, contrastando com a Região Sudeste, que apresenta uma disponibilidade de 6% de água doce e abriga quase metade da população do país, cerca de 42,63%.

Leia mais: Distribuição de água no Brasil

Água potável

O Ministério da Saúde define água potável como a "água que atenda ao padrão de potabilidade e que não ofereça riscos à saúde". A água potável deve atender a critérios de vigilância que estabeleçam sua qualidade, a fim de que não prejudique a saúde e seja propícia ao consumo. Para que isso seja possível, a água passa por um tratamento que envolve diversas etapas, além de processos físicos e químicos até que seja classificada como potável.

Segundo informações divulgadas pela Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), cerca de 180 milhões de pessoas de países que vivem em conflito não têm acesso à água potável. Países como Iêmen, Síria, Somália, Sudão do Sul sofrem com a falta de água apta ao consumo.

Leia também: Crise de água no Brasil

Consumo de água

Além da importância da água para o corpo humano garantindo a possibilidade de vida no planeta, esse recurso natural é também utilizado para diversos outros fins que envolvem o desenvolvimento de uma sociedade. As atividades que mais consomem água são:

Agricultura

Segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a agricultura é a atividade que mais utiliza água no mundo, responsável por 70% do consumo mundial. Paralelamente, é também uma das atividades que mais desperdiça água, com estimativas de que aproximadamente 60% da água utilizada nesse setor seja desperdiçada.

Leia mais: Economia de água na agricultura

Indústria

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o setor industrial corresponde a cerca de 22% do consumo de água no mundo. As indústrias que mais consomem são as têxteis, de papel, de refino de petróleo, entre outras. Esse setor é também responsável pelo despejo de resíduos que apresentam toxicidade, contaminando, então, os recursos hídricos e influenciando a biodiversidade.

Uso doméstico

O uso doméstico também é uma das atividades que mais consomem água no mundo, representando cerca de 8% do consumo mundial. A água para uso doméstico é utilizada para uso pessoal, para atividades de limpeza, consumo direto, entre outras que são fundamentais no cotidiano das pessoas. Contudo, durante essas atividades que são destinadas à água, muito desperdício.

Saiba mais: Consumo de água no mundo

A água é também destinada para recreação e lazer, navegação, pesca, geração de energia, paisagismo, manutenção da qualidade do ar por meio da umidade, diluição de despejos.

Água no planeta

A Organização das Nações Unidas por meio da Unesco afirma que água suficiente no mundo para suprir as necessidades da população, contudo os padrões de consumo têm provocado uma crise hídrica generalizada.

A organização estima que cerca de um bilhão de pessoas sofrem com o acesso ao abastecimento de água. Segundo a organização, o abastecimento precário e inadequado de água deve-se a fatores como uso ineficiente, poluição dos recursos hídricos, exploração irracional das reservas subterrâneas.

O consumo de água vem crescendo aceleradamente, especialmente nos setores agrícolas e industriais, tendo aumentado duas vezes mais do que a própria população. A crescente urbanização associada à industrialização e ao crescimento populacional tem aumentado a demanda pelo recurso hídrico cada vez mais. A

Unesco acredita que o consumo de água aumentará até 2050 em 55%. E se mantidos os hábitos e padrões de consumo, o mundo sofrerá um déficit de 40% no abastecimento de água.

Diversos países no continente africano, como em Uganda, a população sofre com a falta de água.
Diversos países no continente africano, como em Uganda, a população sofre com a falta de água.

Há uma enorme discrepância de consumo entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, visto que há um padrão de consumo em cada um deles. Por exemplo, de acordo com dados da Companhia do Estado de São Paulo (Cetesb), em países do continente africano o consumo médio diário de água é de dez a quinze litros por pessoa. Em Nova York, o consumo diário por pessoa pode chegar a quase dois mil litros.

Pessoas no mundo todo sofrem com a escassez de água, com a sua má distribuição e com a sua falta em virtude do desperdício. Para muitos, a água virou artigo de luxo. E sinônimo de guerras também. Quem detém água, detém também o poder.

É preciso, então, buscar alternativas que mudem os padrões de consumo a fim de promover hábitos sustentáveis, uso racional para evitar desperdício. A Unesco sugere que investimentos em infraestrutura, mudanças na administração pública, bem como em educação são caminhos para evitar um futuro colapso em busca desse recurso no mundo todo.

Leia também: Diferentes estratégias para enfrentar a crise de água

Ciclo da água

O ciclo da água corresponde à circulação da água em diferentes estados físicos.
O ciclo da água corresponde à circulação da água em diferentes estados físicos.

O ciclo da água representa a circulação da água entre a superfície terrestre e a atmosfera, em diferentes estados físicos. Essa circulação acontece entre as águas dos oceanos, calotas polares, águas superficiais, águas subterrâneas e a atmosfera impulsionadas pela energia solar.

Em linhas gerais, a água presente na superfície terrestre, como nos oceanos, lagos e mares, sofre evaporação devido à ação do sol. O vapor eleva-se formando nuvens, que, devido às condições atmosféricas, sofrem condensação e precipitam, podendo ser em forma de chuva, neve ou granizo. A água precipitada volta à superfície, escoando para os diversos cursos d'água, infiltrando-se por meios dos poros e fissuras presentes no solo e abastecendo os reservatórios subterrâneos, como os aquíferos. A água que não alcança a superfície, ficando retida na vegetação, sofre o processo de evaporação e retorna à atmosfera.

Para saber mais: Ciclo da água

 

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia e Ma. Vanessa Sardinha

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
A água é uma substância fundamental para o desenvolvimento da vida no planeta.
A água é uma substância fundamental para o desenvolvimento da vida no planeta.

Artigos de "Água"