Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Animais
  4. Arara (Família Psittacidae)

Arara (Família Psittacidae)

Arara é o nome dado a indivíduos de algumas espécies da Família Psittacidae. Esses animais são coloridos, de porte médio a grande e com capacidade de articular sons.

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Psittaciformes
Família: Psittacidae


Arara é o nome dado a indivíduos de algumas espécies da Família Psittacidae, pertencentes aos Gêneros:

- Ara: doze espécies, quatro encontradas no Brasil.

- Anodorhynchus: três espécies, todas elas encontradas no Brasil.

- Cyanopsitta: uma única espécie, endêmica da caatinga brasileira.

- Primolius: três espécies, todas elas encontradas no Brasil.

- Orthopsittaca: uma única espécie, também encontrada no Brasil.

- Diopsittaca: uma única espécie, encontrada também no Brasil.

Esses animais são geralmente coloridos, de porte médio a grande, e com capacidade de articular sons, imitando humanos e outros animais – de forma estridente. Além disso, possuem bico grosso e curvo; língua grossa, sensível e rica em papilas gustativas; plumagem curta; e pés bastante habilidosos, cada um contendo quatro dedos.

Apesar de não voarem muito, as araras são muito ágeis ao se movimentarem em galhos de árvores. Nessa caminhada, costumam selecionar frutos, sementes, brotos e castanhas para sua alimentação, utilizando as patas para segurar a comida.

Araras vivem em torno de sessenta anos. Elas costumam voar e também dormir em bandos; e os casais formados tendem a viver juntos por toda a vida. Os ovos são depositados em troncos ocos, e são vigiados pelo casal. Quanto a esse par, vale lembrar que machos e fêmeas são muito parecidos (não têm dimorfismo sexual), sendo a identificação do sexo, geralmente, feita por meio de análise de DNA.

Uma vez que são aves bastante inteligentes, com penas muito bonitas, facilmente adaptáveis a cativeiro, e com boa interação com nossa espécie; as araras são bastante visadas no comércio de animais. Na maioria dos casos, trata-se de vendas clandestinas, a partir de ovos ou animais retirados da natureza, submetidos a péssimas condições; não raras as vezes provocando a morte dos indivíduos em questão. Como é pouco conhecida a biologia desses indivíduos, sua conservação se torna ainda mais difícil.

Nosso país, campeão em diversidade de araras, também possui um significativo número de espécies ameaçadas de extinção:

 
- Arara-azul-pequena (Anodorhynchus glaucus): criticamente em perigo


 
- Arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus): em perigo


 
- Arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari): em perigo


 
- Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii): criticamente em perigo, provavelmente extinta da natureza


 
- Maracanã-de-cabeça-azul (Primolius couloni): vulnerável

 
Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
 Araras costumam fazer seus ninhos em troncos ocos de árvores.
Araras costumam fazer seus ninhos em troncos ocos de árvores.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados