Castanha-do-Pará

“A castanha-do-pará é a semente da castanheira-do-pará, típica da Floresta Amazônica. Ela possui um alto valor proteico e calórico, além de fibras, cálcio e ferro. ”

A castanha-do-pará é a semente da castanheira-do-pará (Bertholletia excelsa), uma árvore típica de florestas virgens, como a Floresta Amazônica, por exemplo. Inclusive, a castanheira-do-pará é uma das maiores árvores da Amazônia, chegando a atingir entre 30 e 45 metros de altura.

Embora a castanha-do-pará tenha um nome tipicamente brasileiro, sendo chamada no exterior de “Brazil nut”, seu maior exportador mundial é a Bolívia, respondendo por cerca de 50% de toda a produção. O Brasil é o segundo maior produtor, o qual responde por aproximadamente 40% da produção mundial.

Para muitos, a castanha-do-pará é considerada uma castanha, no entanto, para os especialistas, ela é uma semente, já que nas castanhas, nozes e casca se dividem e a carne é separada da casca. A castanha possui uma polpa branca e saborosa, revestida por uma casca fina e brilhante. Nativa das Guianas, Venezuela, Brasil, leste da Colômbia, leste do Peru e leste da Bolívia, a semente é bastante benéfica para a saúde.

A castanha-do-pará possui um alto valor protéico e calórico. A semente fornece o mineral selênio, importante para combater os radicais livres presentes no organismo. A castanha-do-pará também é rica em fibras, cálcio e ferro. Mesmo possuindo um alto teor calórico, essas castanhas são eficientes para quem busca perder peso, pois são ricas em gorduras monoinsaturadas que estimulam o metabolismo e a queima de gorduras.

As sementes podem ser consumidas in natura ou torradas, além de serem empregadas na fabricação de farinhas, doces e sorvetes. O óleo extraído da castanha-do-pará também pode ser utilizado na indústria de cosméticos e na fabricação de tintas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por: Tiago Dantas
Castanha-do-Pará
Castanha-do-Pará

Assuntos Relacionados