Celoma

Celoma é uma cavidade revestida pela mesoderme.

Durante o desenvolvimento embrionário, ocorre a formação dos folhetos germinativos ou tecidos embrionários. Os folhetos germinativos darão origem aos tecidos do animal.

Existem animais que não possuem folhetos germinativos, é o caso dos poríferos. Os animais que possuem dois folhetos germinativos (ectoderme e endoderme) são chamados de diblásticos, é o caso dos cnidários.  Já os animais que possuem três folhetos (ectoderme, endoderme e mesoderme) são chamados de triblásticos, é o caso dos cordados.

Os animais triblásticos podem apresentar ou não celoma. Celoma pode ser definido como uma cavidade revestida pela mesoderme. É nessa cavidade que serão alojados os órgãos internos do animal.

Os animais que não possuem essa cavidade são chamados de acelomados. Um exemplo de acelomados são os platelmintos. Os platelmintos são animais de corpo achatado que têm como representante as planárias, esquistossomos e tênia. A planária é um animal de vida livre, enquanto o esquistossomo e a tênia têm hábitos de vida parasitária.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Existem ainda animais que possuem pseudoceloma. Pseudocelomados são animais que possuem uma cavidade, entretanto, essa cavidade é delimitada em parte pela mesoderme e a outra parte é delimitada pela endoderme. São exemplos de pseudocelomados os nematódeos. Os nematódeos são animais com corpo alongado e cilíndrico que apresentam representantes de vida livre e parasitária. Dentre os nematódeos parasitas, podemos citar a lombriga.

Por fim, temos os animais celomados.  Celomados são, portanto, animais que apresentam cavidade revestida completamente pela mesoderme. Entre os celomados, podemos citar os cordados, moluscos, anelídeos e equinodermos.

A minhoca é um animal celomado
A minhoca é um animal celomado
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados