Colônias

Uma colônia e a forma mais comum de cooperação intra-específica, podendo ser definida como um tipo de organização em que indivíduos da mesma espécie vivem agrupados, interagindo de forma mutuamente vantajosa.

Certas bactérias e algas formam colônias relativamente simples, enquanto outras são mais complexas, formadas por indivíduos que repartem funções e podendo ser bem diferentes uns dos outros.

Um exemplo de colônia são os cnidários Physalia pelágica, conhecidos como caravelas-portuguesas, formados por organismos de vários tipos (heteromorfos): um deles possui forma de bolsa cheia de gás, cuja função é fazer a colônia flutuar; outro tem uma grande boca responsável pela alimentação da colônia, capturando alimentos, realizando a digestão e distribuição de nutrientes; e um terceiro, com longos tentáculos contendo células urticantes que atuam na captura de presas e defesas da colônia.

Os corais também são exemplos de colônias de cnidários, construindo um esqueleto calcário compartilhado por milhares ou milhões de organismos, podendo cobrir quilométricas extensões do substrato marinho.

No aparelho digestório de alguns animais, até mesmo no ser humano, a presença colonial específica bacteriana, é essencial ao funcionamento e manutenção do processo digestivo, sendo benéficas à digestão.

Nosso tubo digestivo possui ampla diversidade de bactérias que ajudam na digestão de alimentos, combatem bactérias agressivas que se instalam no intestino provocando dor abdominal e diarréia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por: Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro
Colônia de cnidários: Physalia pelágica (caravela-portuguesa).
Colônia de cnidários: Physalia pelágica (caravela-portuguesa).

Assuntos Relacionados