Você está aqui Mundo Educação Biologia Fisiologia Estrogênio

Estrogênio

Estrogênio é um termo utilizado para se referir a um grupo de hormônios relacionados, principalmente, com a manutenção e o controle da função reprodutiva feminina.

Estrogênio
Estrogênio é um termo utilizado para se referir a um grupo de hormônios

Estrogênio ou estrógeno é um termo utilizado para se referir não apenas a um hormônio, e sim a um grupo de hormônios esteroides formado por 18 carbonos. Nesse grupo encontramos 17β-estradiol, estrona e estriol, sendo 17β-estradiol o principal deles.
 

Onde o estrogênio é produzido?

O estrogênio, conhecido como o hormônio sexual feminino, é secretado principalmente pelos ovários. Entretanto, vale salientar que esse hormônio é produzido também em outras partes do corpo, como nas glândulas adrenais. No caso do estriol, sua produção acontece em maior quantidade no fígado e em tecidos periféricos. Apesar de ser chamado de hormônio feminino, ele também ocorre em homens, que têm níveis menores desse hormônio na corrente sanguínea.
 

Qual a função do estrogênio?

O estrogênio está relacionado a uma grande variedade de funções, destacando-se:

  • Manutenção e controle da função reprodutiva feminina – os estrogênios agem induzindo a proliferação celular e garantindo, assim, a reconstituição do endométrio perdido na menstruação e a produção de cílios na tuba uterina;

Leia também: Ciclo menstrual


Estrogênio garante a proliferação do endométrio e sua consequente reconstituição após a menstruação

  • Desenvolvimento das características sexuais femininas secundárias, como mamas e surgimento dos pelos pubianos;

  • O estradiol apresenta relação com o comportamento sexual da mulher;

  • O estradiol relaciona-se com o padrão de deposição de gordura, induzindo a deposição de gordura nas mamas e quadris;

  • O estradiol aumenta a retenção de líquidos;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • O estradiol está relacionado ao metabolismo do cálcio;

  • O estrogênio desempenha ainda importante papel na fertilidade masculina, segundo pesquisa feita pela Universidade Federal de São Paulo1.


O estrogênio nas pílulas anticoncepcionais

As pílulas anticoncepcionais podem ser formadas exclusivamente por progestágenos ou, ainda, um estrogênio associado a um progestágeno. Essas últimas são chamados de combinadas e contêm hormônios sintéticos semelhantes aos produzidos pela mulher. Elas atuam principalmente inibindo a ovulação e alterando as características do muco cervical e endométrio.

Leia mais: Pílula anticoncepcional


Pílulas anticoncepcionais combinadas apresentam progestágeno e estrogênio sintéticos


Diminuição dos níveis de estrogênio em mulheres

A queda dos níveis de estrogênio apresenta consequências para a vida da mulher. A diminuição desses níveis hormonais, por exemplo, é a principal causa da osteoporose. Além disso, a redução dos níveis de estrogênio relaciona-se também a doenças cardiovasculares e aumento do peso, com mudança no padrão de distribuição de gordura do corpo. Podemos destacar ainda disfunções menstruais, alterações na genitália, disfunção sexual e alterações na pele.

Saiba mais: Riscos dos contraceptivos orais

Geralmente, para aliviar os sintomas decorrentes da redução dos estrogênios, é recomendada a terapia hormonal. Essa terapia apresenta alguns riscos e não pode ser realizada por todas as mulheres, devendo, portanto, ser feita apenas com recomendação médica.

____________________________

1 Para conferir a matéria completa, acesse: Hormônio feminino é fundamental na fertilidade masculina.

 

Assuntos Relacionados