Evolução

Evolução
Evolução do Crânio Humano

Entende-se por evolução a adaptação dos seres vivos às alterações ocorridas no meio ambiente. Esta adaptação foi bastante discutida no século XVIII, pois acreditavam numa doutrina chamada fixismo. Esta dizia que as espécies eram criadas pelo Ser Divino assim como são sob forma imutável não podendo assim evoluir.

Apesar de Jean-Baptiste Lamarck apresentar a primeira teoria a fim de explicar o evolucionismo, foi Charles Darwin, no século XIX, quem provocou inúmeras discussões e indecisões a cerca do fixismo, fazendo com que admitissem as transformações ocorridas nos seres vivos por causa das alterações do meio ambiente que acontecem constantemente.

Os fósseis, a partir deste período, tornaram-se importantíssimos para o estudo evolucionista, já que podem comprovar a evolução de inúmeras espécies de seres vivos apresentando organismos simples de um determinado período que aparece em outro com características mais complexas, mostrando as alterações ocorridas ao longo do tempo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na medida em que o evolucionismo se espalhava, vários cientistas tentavam explicar este processo, o que originou inúmeras teorias, onde se destacava o Lamarckismo e o Darwinismo.

Por causa da evolução, os seres vivos foram ganhando novas características e herdando outras, e estas transformações que ocorrem ao longo do tempo são estudadas pela genética que procura respostas acerca da origem das características e da transmissão para outras gerações.

Descobriu-se que as transformações (mutações) que acontecem no DNA originam as alterações nas características dos seres vivos. Novas características, porém, surgem quando ocorrem variações isoladas no DNA, criando uma recombinação genética.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados