Filo Chordata

As características principais dos cordados são a presença de notocorda, sistema nervoso dorsal, fendas branquiais e cauda em alguma etapa da vida. São triblásticos, celomados, metamerizados e deuterostômios. A maioria possui esqueleto e sistema circulatório fechado, com coração ventral.

São classificados em três subfilos: urocordados, cefalocordados e vertebrados (ou craniados), sendo os dois primeiros também chamados de protocordados, não possuindo crânio nem vértebras. Vertebrados podem ou não ter vértebras, mas apresentam crânio ósseo ou cartilaginoso, e encéfalo associado a órgãos do sentido especializados. Sua notocorda é substituída pela coluna vertebral no estágio embrionário, sendo os peixes-bruxas a única exceção.

Subfilo Urochordata

Animais marinhos que vivem fixos, solitários ou em colônias. Quando adultos, preservam as fendas branquiais. A ascídia é o representante mais conhecido.

Têm corpo revestido por uma túnica, com dois sifões: um para a entrada de água (inalante) e outro para a saída dela, de excretas e gametas (exalante). A água efetua trocas gasosas, elimina excretas e traz consigo partículas alimentares. A boca fica no fundo do sifão inalante, e conduz o alimento para a faringe, que se direciona ao estômago com o auxílio de cílios presentes nesta, de uma região denominada endóstilo. No intestino, os nutrientes são absorvidos e depois distribuídos pelo corpo via hemolinfa. Substâncias indesejadas são eliminadas pelo ânus.

O sistema circulatório é aberto, com coração que bombeia em direções alternadas, em momentos distintos. Trocas gasosas ocorrem nas bolsas sinusoides. Possuem sistema nervoso ganglionar e receptores táteis na abertura dos sifões.

A maioria é monoica, de fecundação externa. O desenvolvimento é indireto; alguns exemplares podem, ainda, dar origem a outros por brotamento.

Subfilo Cephalochordata

Representado pelos anfioxos: animais marinhos que vivem predominantemente enterrados. Têm corpo semitransparente, achatado e afilado nas extremidades; nadam por ondulação lateral do corpo, com nadadeiras de número ímpar, formadas por dobras da pele; e músculos em forma de “V”, presentes aos pares (miótomos).

São filtradores, boca com cirros bucais. O sistema circulatório é fechado, com seios venosos para bombeamento. Não possuem estômago, mas o intestino secreta enzimas digestórias. Têm também cordão nervoso dorsal, com região fotossensível. São dioicos, de fecundação externa e desenvolvimento indireto.

Subfilo Vertebrata

Podem ou não apresentar mandíbula, sendo classificados de forma artificial em Gnatostomados e Ágnatos, esses são os peixes-bruxas (Classe Myxine) e lampreias (Classe Petromyzontida) e aqueles, os peixes e tetrápodes (anfíbios, répteis, aves e mamíferos).

Ágnatos têm corpo cilíndrico, alongado, sem escamas ou mandíbulas, com brânquias, nadadeira em número ímpar e boca circular; e esqueleto cartilaginoso.

Os Gnatostomados são adaptados aos mais diferentes ambientes e variáveis em termos de tamanho. Possuem crista neural na fase embrionária, pele formada por derme e epiderme, corpo sustentado por endoesqueleto axial e apendicular e anexos embrionários. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

O filo dos cordados é bastante diversificado.
O filo dos cordados é bastante diversificado.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados