HDL e LDL

HDL e LDL são lipoproteínas que garantem o transporte do colesterol no corpo. Enquanto o HDL é conhecido como bom colesterol, o LDL é conhecido por ser um colesterol ruim.

HDL e LDL
Altas taxas de colesterol podem estar relacionadas com problemas cardíacos

É muito comum ouvirmos falar sobre colesterol e todo o mal que ele pode causar a nossa saúde. Entretanto, essa substância é essencial para nosso organismo e está presente em todas as membranas das células do corpo.

O colesterol

O colesterol é um esteroide presente em praticamente todos os tecidos, inclusive no sistema nervoso, onde faz parte da composição da mielina. Também é um importante componente das membranas celulares e apresenta-se como precursor de ácidos biliares, da vitamina D e de hormônios esteroidais.

Mais da metade do colesterol presente no nosso organismo é proveniente de síntese no fígado e no intestino. A outra porção restante é proveniente da dieta. Apesar da importância, o colesterol em excesso pode causar danos à saúde. Seu acúmulo está relacionado, por exemplo, com o risco aumentado de doenças do coração.

HDL e LDL

O colesterol, para ser transportado no sangue, necessita das chamadas lipoproteínas, as quais são formadas por lipídios e proteínas. Existem cinco classes de lipoproteínas, que são divididas a partir do tamanho, densidade e composição. São elas:

  • HDL (Lipoproteína de alta densidade);

  • VLDL (Lipoproteína de densidade muito baixa);

  • LDL (Lipoproteína de baixa densidade);

  • IDL (Lipoproteína de densidade intermediária);

  • Quilomícrons.

HDL e LDL são lipoproteínas que transportam o colesterol
HDL e LDL são lipoproteínas que transportam o colesterol

As mais conhecidas são, sem dúvidas, a HDL e LDL, sendo a HDL a menor lipoproteína existente. O papel da HDL é remover o excesso de colesterol dos tecidos, guiando-o para o fígado, onde será degradado. Esse processo é conhecido como transporte reverso. Em virtude dessa propriedade, muitas pessoas chamam essa lipoproteína de “colesterol bom”, uma vez que atua retirando o excesso de colesterol do organismo. Além disso, pesquisas afirmam que a HDL apresenta ação antioxidante, anti-inflamatória e antiagregante plaquetário.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A LDL, por sua vez, transporta o colesterol do fígado e do intestino para locais de produção de esteroides e para as membranas celulares. Esse colesterol é frequentemente descrito como “colesterol mau” em virtude de sua relação com problemas cardiovasculares.

Quando há uma concentração elevada de colesterol ligado à LDL, verifica-se uma maior chance de desenvolvimento de aterosclerose, uma doença caracterizada pela formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos. A LDL em excesso pode depositar-se nos vasos sanguíneos e sofrer oxidação. Isso leva a uma modificação na estrutura da LDL, fazendo com que as células endoteliais não a reconheçam, o que estimula a ação do sistema imunológico. Com isso, ocorre a formação da placa aterosclerótica (manifestações da aterosclerose que podem obstruir um vaso), que leva a problemas cardiovasculares e até mesmo vasculares cerebrais.

Valores ideais de HDL e LDL

De acordo com a V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia, para adultos maiores de 20 anos, os valores de LDL devem estar <100 mg/dl, enquanto o HDL deve-se apresentar >60 mg/dl. O colesterol total, por sua vez, deve estar abaixo de 200 mg/dl.

Atenção: Para verificar a sua taxa de colesterol, realize o exame denominado de Lipidograma.

Assuntos Relacionados