Lamarckismo

O lamarckismo é uma teoria evolutiva proposta por Lamarck e baseia-se em dois princípios básicos: lei do uso e desuso e lei da herança de características adquiridas.

Monumento de Lamarck
Monumento de Lamarck

O lamarckismo corresponde às ideias evolucionistas propostas pelo biólogo francês Jean-Baptiste de Lamarck (1744-1829). Apesar de incorretas, as ideias propostas por esse importante biólogo foram fundamentais para o estabelecimento das ideias evolutivas como as conhecemos hoje. Além disso, as ideias de Lamarck são importantes por nos mostrar que o meio influencia, de alguma forma, os organismos vivos.

Leia também: Teorias evolucionistas


Jean-Baptiste de Lamarck

Jean-Baptiste de Lamarck nasceu em Bazentin, na França, e morreu em Paris. Começou sua carreira como botânico, porém realizou trabalho em várias outras áreas, com destaque para Zoologia de Invertebrados, Paleontologia e Evolução. Esse famoso pesquisador foi um dos professores fundadores do Musée National d'Histoire Naturelle e realizou vários trabalhos sobre vermes e aranhas. Publicou suas ideias sobre evolução em 1809, em uma obra intitulada Philosophie Zoologique.


Ideias de Lamarck

De acordo a hipótese de Lamarck, os organismos transformavam-se em indivíduos cada vez mais complexos em decorrência da pressão do meio, que os forçava a mudar. Essas mudanças eram, portanto, decorrentes das necessidades dos indivíduos. A forma como essas mudanças ocorreriam baseava-se em dois princípios básicos: lei do uso e desuso e lei da herança de características adquiridas.

  • Lei do uso e desuso - Esse princípio afirma que partes do corpo que são usadas com frequência tornam-se mais fortes e desenvolvidas, enquanto aquelas que são pouco utilizadas vão atrofiando-se.

  • Lei da herança de características adquiridas - Segundo esse princípio, as características adquiridas durante a vida do indivíduo poderiam ser passadas à sua prole.


O exemplo da girafa

Um dos exemplos clássicos utilizados para explicar as ideias de Lamarck é o caso do pescoço das girafas. De acordo com as ideias propostas por Lamarck, o pescoço da girafa tornou-se comprido em decorrência da necessidade de se alcançarem folhas nos ramos mais altos.

De acordo com as ideias de Lamarck, as girafas adquiriram pescoço longo em decorrência da necessidade de se conseguir alimentos.
De acordo com as ideias de Lamarck, as girafas adquiriram pescoço longo em decorrência da necessidade de se conseguir alimentos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

De acordo com as ideias desse biólogo, as girafas esticavam seus pescoços a fim de conseguirem alimento, fazendo com que essa parte do corpo ficasse cada vez mais forte e maior (lei do uso e desuso). Essas mudanças, segundo o lamarckismo, eram passadas aos descendentes (lei da herança de características adquiridas). Isso fazia com que os descendentes apresentassem, ao longo do tempo, pescoços cada vez maiores, uma vez que continuavam a se esforçar, e essas mudanças continuavam a ser transmitidas.


Erros do lamarckismo

Apesar de Lamarck ter percebido que o meio exercia influência sobre as espécies, ele não conseguiu explicar como isso acontecia. É claro que Lamarck não contava com os conhecimentos a respeito de genética que temos nos dias atuais, fato que acabou resultando em falhas nas suas ideias.

Sabemos, atualmente, que, apesar de podermos desenvolver algumas estruturas por meio de seu uso, como é o caso do aumento da massa muscular, não podemos passar essa característica aos nossos descendentes. Além disso, sabemos ainda que a evolução não segue uma reta que leva à complexidade dos seres vivos, ou seja, a evolução não ocorre com o objetivo de deixar os organismos melhores e mais complexos.


Lamarckismo e darwinismo

Lamarck apresenta ideias bastante diferentes das propostas por Charles Darwin. Entre essas diferenças, podemos citar que Darwin não falava que os organismos evoluem naturalmente em direção à complexidade, ou seja, o organismo não evolui em busca de uma melhora. Inclusive, Darwin citou que as espécies, muitas vezes, podem-se extinguir durante esse processo. A ideia central da teoria proposta por Darwin é a de seleção natural, que explica que o meio seleciona o organismo mais apto. Entretanto, apesar de haver diferenças, não podemos esquecer que Darwin aceitou algumas ideias equivocadas de Lamarck, pois acreditava na lei da herança das características adquiridas.

Leia também: Darwinismo

* Crédito de atribuição editorial: olrat / Shutterstock.com

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados