Liquens

Os liquens são organismos muito simples que conseguem sobreviver em vários ambientes
Os liquens são organismos muito simples que conseguem sobreviver em vários ambientes

Os liquens são formados pela associação mutualística entre fungos (geralmente ascomicetos) e algas (geralmente cianofíceas) ou cianobactérias. Nessa relação mutualística, as algas produzem, através da fotossíntese, substâncias orgânicas que são utilizadas pelo fungo, enquanto o fungo dá às algas proteção e um ambiente adequado para seu desenvolvimento. Na associação com cianobactérias pode haver aproveitamento do nitrogênio atmosférico como alimento.

Os liquens são organismos que resistem a mudanças de temperatura, ao sol forte e à falta de água, e por isso são seres que habitam as mais diversas regiões do planeta. No entanto, os liquens são extremamente sensíveis à poluição, sendo considerados bioindicadores de poluição. Pode-se dizer que eles são organismos pioneiros, pois degradam rochas e auxiliam na formação do solo, criando condições para que outros seres vivos também se instalem no local. Como apresentam nutrição independente do substrato, eles podem ser encontrados em rochas, folhas, no solo, troncos e galhos de árvores, barrancos, etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Alguns tipos de liquens são utilizados como fonte de alimento para alguns animais (como as renas e os caribus); enquanto que outros tipos podem ser utilizados na fabricação de corantes, em razão de suas cores que variam do branco ao negro, passando por tonalidades de vermelho, laranja, marrom, amarelo e verde. Alguns liquens também são utilizados na fabricação de bases para fixadores na produção de perfumes finos e até geleias.

Os liquens se reproduzem assexuadamente através de pequenos fragmentos especiais chamados de sorédios, que se soltam, sendo carregados pelo vento para lugares distantes.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados