Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Animais
  4. Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)

Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus)

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Canidae
Gênero: Chrysocyon
Espécie: Chrysocyon brachyurus

O lobo-guará é o maior canídeo da América do Sul, apresentando aproximadamente 30 quilos, distribuídos em 80 centímetros de altura, pouco mais de um metro de comprimento, e cauda com cerca de 40 centímetros. Possui cabeça pequena e alongada, focinho afilado e orelhas grandes e eretas. Sua pelagem tem cor parda avermelhada. Suas pernas, longas e esguias, apresentam patas de cor escura; assim como a crina, localizada no alto de sua cabeça, se estendendo até a região lombar.

A característica estrutural de seus membros confere agilidade e grande habilidade para percorrer terrenos mais íngremes, e também saltar, principalmente no momento da caça. Além de se alimentar de tecidos animais, o lobo-guará também tem vegetais como fonte de nutrientes, sendo por isso considerado um animal onívoro. É, inclusive, um grande dispersor de sementes de uma planta conhecida popularmente como lobeira, a Solanum lycocarpum.

No Brasil, tem ocorrência mais significativa na Região Centro-Oeste, habitando campos de cerrado. É um animal de hábitos crepusculares, territorialistas e solitários. Forma casais apenas no período de reprodução, época esta em que fêmeas buscam atrair o macho por meio de rituais de corte.

Com aproximadamente dois anos de idade, o lobo-guará atinge sua maturidade sexual. Uma fêmea gera aproximadamente três filhotes a cada gestação, que dura aproximadamente 65 dias. Há cuidado parental, sendo geralmente função da fêmea dar assistência aos filhotes.

A expectativa de vida desta espécie é de aproximadamente quinze anos.

Desde 2008, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) considera seu status de conservação como quase ameaçado. Pensando na realidade da espécie há algumas décadas, este resultado chega a ser otimista, já que a agricultura e urbanização, juntamente com queimadas, desmatamento, atropelamento, doenças transmitidas por cães domésticos e caça predatória, foram responsáveis por um significante declínio populacional. Graças a ações conservacionistas, o quadro tem melhorado, progressivamente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Lobo-guará: uma das espécies que simbolizam o Cerrado brasileiro.
Lobo-guará: uma das espécies que simbolizam o Cerrado brasileiro.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados