Lontra

A lontra é um animal mamífero, de pelos marrom, que apresentam hábitos semiaquáticos e alimentam-se principalmente de peixes e moluscos.

As lontras são animais mamíferos, da ordem Carnívora, da família Mustelidae e sub-família Lutrinae, encontrados em vários locais do planeta, inclusive no Brasil. No nosso país, é possível observar a presença da espécie Lontra longicaudis, que é conhecida popularmente como lontra, lontra-neotropical, lontrinha e lobinho-de-rio. A seguir, falaremos mais a respeito desse animal.

Leia também: Ariranha

Onde a lontra vive?

A lontra é um animal de ampla distribuição geográfica, ocorrendo do México até a Argentina, sendo observada em praticamente todos os países da América Central e do Sul, com exceção do Chile. Essa espécie ocorre em vários locais do Brasil, sendo encontrada em regiões onde há ambiente aquático disponível, como rios, lagoas e riachos, uma vez que esse animal apresenta hábitos semiaquáticos. Além do ambiente aquático disponível, esses animais gostam de viver em ambientes onde há cobertura ciliar de boa qualidade e baixa poluição.

A lontra é um animal de hábito semiaquático.
A lontra é um animal de hábito semiaquático.

Características da lontra

A lontra é um animal que apresenta corpo alongado e fino que pode apresentar até 1,5 metros de comprimento. Sua cabeça é alongada e chata, suas pernas são curtas e suas orelhas pequenas e arredondadas. A pelagem da lontra varia do marrom claro até o marrom escuro, sendo seu pelo curto e denso.

A lontra é um animal que apresenta pelagem marrom.
A lontra é um animal que apresenta pelagem marrom.

Nas patas desses animais, observa-se a presença de membranas interdigitais, que são essenciais para a boa natação, assim como a presença de uma cauda resistente. A cauda desse animal também se destaca pelo seu tamanho, podendo chegar a um terço do comprimento de seu corpo. Esse animal pode pesar em média 15 kg.

A lontra é um animal semiaquático que se destaca por ter hábito noturno ou crepuscular e comportamento esquivo. São encontradas geralmente sozinhas, porém pequenos grupos formados pela fêmea e seus filhotes podem ser observados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essa espécie pode ser encontrada em tocas, as quais podem ser buracos naturais encontrados em barrancos próximos ao ambiente aquático ou ainda buracos cavados pelo próprio animal. A lontra é um animal que marca território, sendo essa marcação realizada, por exemplo, com uso de urina, fezes e secreções. Além disso, a lontra apresenta capacidade de vocalização.

As lontras reproduzem-se geralmente na primavera e apresentam uma gestação de cerca de 56 dias. Sua ninhada apresenta em média dois ou três filhotes, os quais são cuidados pela mãe por aproximadamente um ano. Os machos não exercem papel na criação dos filhotes. Quando nascem, os filhotes das lontras nascem com os olhos fechados, sendo esses dependentes da fêmea. As atividades aquáticas dos filhotes iniciam-se apenas após um período de aproximadamente 74 dias.

Leia também: Capivara

Alimentação das lontras

A lontra é um animal carnívoro e apresenta dentes fortes que ajudam na sua alimentação. Esses animais alimentam-se, principalmente, de peixes e crustáceos, entretanto, outros animais podem fazer parte de sua alimentação, tais como anfíbios, moluscos e mamíferos pequenos.

A lontra é um animal carnívoro que se alimenta principalmente de peixes.
A lontra é um animal carnívoro que se alimenta principalmente de peixes.

Um fato interessante é que a lontra é um animal predador oportunista, uma vez que seleciona suas presas por sua capacidade lenta de escape, selecionando, portanto, animais mais fáceis de serem capturados, como os mais velhos e também doentes. Geralmente, o animal captura sua presa dentro do ambiente aquático, porém alimenta-se no ambiente terrestre.

Vale salientar que, por serem mamíferos, os filhotes ao nascerem alimentam-se do leite da sua mãe. O desmame inicia-se aproximadamente por volta da sétima semana de vida do animal.

Predadores da lontra

As lontras apresentam alguns predadores naturais, tais como onças-pintadas, anacondas, cachorros domésticos e aves de rapina. Não podemos nos esquecer também do homem, o qual pode, por exemplo, afetar negativamente o habitat dessa espécie, retirando vegetação, modificando cursos dos rios e poluindo as águas.

No passado, a caça para comercialização da pele também causou grande impacto na população dessa espécie. Vale salientar que, por poder causar prejuízo à criação de peixes, essa espécie é frequentemente morta por pessoas que vivem dessa fonte de renda.

Leia também: Tatu-bola

A lontra está em extinção?

De acordo com a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para Conservação da Natureza, a lontra está classificada atualmente na categoria de “quase ameaçada” e sua tendência populacional é de diminuição. Entretanto, apesar de não estar classificada como ameaçada de extinção, essa espécie merece atenção, uma vez que sofre com a caça e destruição do habitat, o que no futuro pode levar à mudança do status dessa espécie.

A lontra é um animal mamífero com ampla distribuição geográfica.
A lontra é um animal mamífero com ampla distribuição geográfica.
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados