Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Ecologia
  4. Micorrizas

Micorrizas

Micorrizas (do grego mukes – cogumelo e rhiza – raiz) são associações entre fungos e raízes de plantas superiores. Em aproximadamente 83% das dicotiledôneas e 79% das monocotiledôneas e todas as Gimnospermas elas estão presentes.

Os fungos, associados às raízes, ocupam um maior volume do solo, potencializando a absorção de nutrientes, principalmente do sódio. A planta, através da fotossíntese, fornece energia e carbono para a sobrevivência e multiplicação dos fungos. Nos trópicos, onde a maior parte do solo apresenta baixa fertilidade, a formação de micorriza é importante para a sobrevivência e o crescimento das plantas, assim como para a sucessão da floresta e a recuperação das áreas degradadas. Neste tipo de solo, a micorrização pode beneficiar pouco ou não ter efeito sobre a planta hospedeira.

A aplicação de nutrientes, especialmente o fósforo, pode aumentar os efeitos da inoculação. Para as plantas perenes, a micorrização é usada na formação de mudas, visando obtenção de mudas bem nutridas, vigorosas e uniformes para um índice elevado de sobrevivência e uma melhor eficiência dessas.

As associações entre fungos e plantas cultivadas sofrem variações com as espécies ou cultivares, inclusive pelo ambiente. Os cereais, com seus sistemas radiculares, com raízes finas e pêlos longos e densos, por exemplo, são menos dependentes.

Surpreendentemente e, ao contrário do que diz o senso comum, nem todas as relações micorrízicas são benéficas, uma vez que podem existir relações neutras e parasíticas do fungo em relação à planta. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Micorriza: associação entre fungos e raízes de vegetais superiores.
Micorriza: associação entre fungos e raízes de vegetais superiores.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados