Neurônio

Os neurônios, também chamados de células nervosas, são células do sistema nervoso que estão relacionadas com a propagação do impulso nervoso, sendo consideradas as unidades básicas desse sistema.

Leia também: Tecido nervoso

Estrutura dos neurônios

Os neurônios apresentam três partes básicas: os dendritos, o axônio e o corpo celular. Veja as características de cada um desses componentes no quadro a seguir:

Componentes do Neurônio

Dendritos

Os dendritos são prolongamentos do neurônio que garantem a recepção dos estímulos, levando o impulso nervoso em direção ao corpo celular. A grande maioria dos neurônios apresenta uma grande quantidade de dendritos.

Axônio

Prolongamento que garante a condução do impulso nervoso. Cada neurônio possui apenas um axônio, o qual é, geralmente, mais longo que os dendritos. Envolvendo o axônio, está um isolamento elétrico chamado de bainha de mielina. Essa bainha é formada por dois tipos celulares: oligodendrócitos, no sistema nervoso central, e células de Schwann, no sistema nervoso periférico. Os locais onde há falha nessa bainha são chamados de nódulos de Ranvier.

Corpo celular

Local do neurônio onde está presente o núcleo, grande parte das organelas celulares e de onde partem os prolongamentos dessa célula.

Observe as principais partes do neurônio.
Observe as principais partes do neurônio.
  • Sinapse

A sinapse é uma região onde há a comunicação entre os neurônios, entre neurônios e músculos e entre neurônios e glândulas. Na grande maioria das sinapses, a transmissão de informação é possível graças à presença de neurotransmissores, que são mensageiros químicos. Nesse tipo de sinapse, chamada de sinapse química, o impulso nervoso (sinal elétrico) de um neurônio pré-sináptico é transformado em sinal químico, que atua na célula pós-sináptica. É importante salientar que existem ainda as chamadas sinapses elétricas. Nessas sinapses, as correntes elétricas fluem diretamente de um neurônio a outro.

Leia também: Nervos

Função dos neurônios

Os neurônios são células responsáveis pela transmissão dos impulsos nervosos.
Os neurônios são células responsáveis pela transmissão dos impulsos nervosos.

Os neurônios são células excitáveis, ou seja, conseguem responder a estímulos com modificações da diferença de potencial elétrico na membrana celular. A modificação desse potencial pode propagar-se pela membrana, fenômeno conhecido como impulso nervoso. É por meio do impulso nervoso que os neurônios conseguem transmitir informações de um neurônio para outro ou, ainda, para as glândulas ou músculos. Assim sendo, o neurônio atua garantindo a recepção e transmissão de informações.

O impulso nervoso é um fenômeno complexo que envolve alteração no potencial elétrico da membrana da célula nervosa. Para entender melhor como o impulso nervoso ocorre, acesse nosso texto específico: Impulso Nervoso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de neurônios

Os neurônios podem ser classificados, de acordo com sua morfologia, em neurônios multipolares, neurônios bipolares e neurônios pseudounipolares.

Tipos de neurônios

Neurônios multipolares

Esse tipo de neurônio possui mais de dois prolongamentos celulares. É a ocorrência mais comum.

Neurônios bipolares

Possui apenas um axônio e um dendrito. Pode ser encontrado na mucosa olfatória, na retina e nos gânglios coclear e vestibular.

Neurônios pseudounipolares

Possui um prolongamento único, que se divide em dois. Esse tipo de neurônio pode ser observado nos gânglios espinais.

Observe os principais tipos de neurônios existentes.
Observe os principais tipos de neurônios existentes.

Os neurônios também podem ser classificados de acordo com sua função. Veja

Tipos de neurônios

Neurônios motores

São responsáveis por conduzir impulsos nervosos para órgãos efetores, como músculos e glândulas.

Neurônios sensoriais

Recebem estímulos, os quais podem ser provenientes do próprio organismo ou do meio ambiente.

Interneurônios

Garantem a conexão entre neurônios.

Substância branca e substância cinzenta

O cérebro e a medula espinal apresentam duas regiões bem marcadas denominadas de substância branca e substância cinzenta. A substância branca é um agrupamento de axônios e apresenta essa denominação por causa de sua cor esbranquiçada, proveniente da quantidade de mielina nesse local. A substância cinzenta, por sua vez, é formada, principalmente, pelos corpos celulares dos neurônios. Na medula espinal, a substância branca está localizada na região mais externa; no cérebro, a substância branca está localizada mais internamente.

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados