Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Ecologia
  4. Os biociclos da Terra

Os biociclos da Terra

Chamamos de biosfera o conjunto de todos os ecossistemas do planeta, ou seja, a camada do planeta Terra que contém organismos vivos. Na biosfera, encontramos diversos ecossistemas (terrestres, marinhos e dulcícolas) e para facilitar o estudo deles é que muitos autores dividiram-na nos chamados biociclos, que são três: epinociclo, talassociclo e limnociclo.

O epinociclo abrange todos os ecossistemas terrestres. Nesse biociclo, encontramos uma biodiversidade riquíssima devido à grande variedade de biomas que possui. Elas são: tundra, taiga, florestas temperadas, florestas tropicais, campos e desertos, é por isso que ele é considerado o biociclo com a maior diversidade de espécies. Cada um desses biomas apresentam uma fauna e flora características, que se adaptaram ao clima, ao regime de chuvas, à latitude, entre outras condições ambientais. Algumas espécies que são encontradas em alguns desses biomas são endêmicas, ou seja, são encontradas somente em determinado bioma.

Características dos biomas pertencentes ao epinociclo:

Tundra – bioma característico do Hemisfério Norte.  Fica quase todo o ano coberto por neve. Nos meses de verão, podem ser encontrados gramíneas, pequenos arbustos, líquens e musgos. Dentre os animais da tundra, podemos citar renas, bois almiscarados, aves, raposas, insetos etc.

Taiga – encontrada no Canadá, Sibéria e Estados Unidos. Ela é chamada por alguns de floresta de coníferas. Nesse bioma, encontramos insetos, aves, alces, renas, ratos, linces, lobos, ursos-pardos etc.

Florestas temperadas – com estações bem definidas, esse bioma é encontrado em áreas dos Estados Unidos, Europa Ocidental, China e também no sul do Brasil. Sua flora é constituída por carvalhos, araucárias, samambaias etc., e sua fauna por diversos animais invertebrados e vertebrados.

Florestas tropicais – bioma encontrado na faixa da linha do Equador com uma diversidade de fauna e flora riquíssimas.

Campos – bioma encontrado em áreas dos Estados Unidos, Rússia, África do Sul, Austrália e América do Sul. Por apresentar baixo índice pluviométrico, a flora encontrada nos campos se restringe a capim. A fauna desse bioma se constitui de gazelas, antílopes, zebras, leões etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Desertos – bioma com baixíssimo índice pluviométrico e devido a isso não há diversidade de flora e fauna.

O segundo biociclo que iremos estudar é o talassociclo, que abrange os ecossistemas marinhos. Esse biociclo é considerado como sendo o maior, pois mares e oceanos ocupam aproximadamente ¾ da superfície terrestre. Os organismos encontrados no ambiente aquático, tanto no talassociclo quanto no limnociclo, são chamados plâncton (seres microscópicos como o zooplâncton e o fitoplâcton), nécton (organismos macroscópicos que nadam livremente como peixes) e benton (vivem fixos a um substrato ou se arrastando pelo fundo do mar, como ostras, cracas, anêmonas, siris etc.). O talassociclo é composto pelas regiões costeiras, pelos recifes de corais e pelos manguezais.

As regiões costeiras e os recifes de corais são áreas extremamente produtivas e por esse motivo apresentam uma grande diversidade de organismos vivos. Os manguezais são encontrados em toda região costeira do Brasil e apresentam pouca diversidade de plantas. Neles é possível encontrarmos animais como caranguejos, ostras, aves, peixes etc.

Quanto à profundidade, o talassociclo é dividido em zona nerítica, zona batial e zona abissal. A zona nerítica vai da superfície até aproximadamente 200m de profundidade, já a zona batial vai de 200m até 2.000m de profundidade e a zona abissal pode chegar a profundidades que variam entre 2.000m e 11.000m abaixo da superfície.

O terceiro biociclo conhecido e estudado por nós no presente artigo é o limnociclo, que abrange ecossistemas de água doce e é considerado como sendo o menor dos biociclos. No limnociclo, encontramos dois tipos de ecossistemas, o lêntico e o lótico. O lêntico é representado por ambientes de água parada como lagos e lagoas e o lótico por ambientes de água corrente como rios e córregos.  Os ambientes lênticos são ricos em fitoplâcton, enquanto os ambientes lóticos são pobres em plâncton.

Os biociclos abrangem os ecossistemas terrestres e aquáticos
Os biociclos abrangem os ecossistemas terrestres e aquáticos
Publicado por: Paula Louredo Moraes

Assuntos Relacionados