Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Gravidez
  4. Parto humanizado

Parto humanizado

O parto humanizado possibilita que a mãe participe ativamente das decisões no momento do nascimento do bebê.

Frequentemente ouvimos falar sobre a humanização do parto. Mas o que vem a ser parto humanizado? Quais os benefícios para a mãe e para o bebê?

Primeiramente devemos deixar claro que o parto humanizado não é um tipo de parto, como a cesariana ou o parto via vaginal. Poderíamos dizer que se trata de uma filosofia, em que a mãe tem total participação em relação ao que acontecerá no momento do nascimento de seu filho, podendo escolher a presença de acompanhantes ou não, a posição no momento do parto e o local onde o bebê nascerá. Nesses casos, deve haver a mínima intervenção médica, porém sem deixar de colocar a saúde da mãe e do bebê em primeiro lugar.

Essa filosofia nasceu após se perceber que o parto não era mais o momento sublime e único que costumava ser. O que se tinha até agora era uma série de cirurgias, que terminavam, muitas vezes, com a mãe em uma sala e o bebê em outra. No parto humanizado, a gestação é encarada como um processo natural, e não uma patologia que necessita de um procedimento cirúrgico.

Por ser um parto que ocorrerá de maneira mais natural, tanto a mãe quanto o bebê devem estar saudáveis, uma vez que se espera que o médico intervenha pouco no processo. Vale lembrar que quando falamos em um parto mais natural, não estamos falando de todo parto vaginal, uma vez que durante este procedimento pode haver diversas intervenções, como o uso de fórceps.

Alguns procedimentos estão sendo feitos em maternidades a fim de tornar o parto mais humanizado, entre eles podemos destacar o banho, a dieta livre, a massagem e técnicas de respiração. A presença do acompanhante também é fundamental para garantir o sucesso dessa filosofia, uma vez que a presença de um amigo, familiar ou parceiro ajuda a mulher a sentir-se mais confiante e relaxar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para optar por um parto humanizado, a mãe deve ter feito um pré-natal rigoroso para que se tenha certeza de que não há a necessidade de intervenções. É importante ter uma equipe qualificada à sua disposição e que respeite integralmente suas decisões.

A mãe deve ter ciência que o trabalho de parto pode ser bastante doloroso e desconfortável, por isso, ela deve ter certeza de suas escolhas. Vale lembrar que, apesar de todas as dores no momento do nascimento, o parto vaginal é muito mais benéfico em comparação com o parto cesariano, além da taxa de mortalidade ser menor.

O parto humanizado, que é recomendado pelo Ministério da Saúde, pretende reduzir as intervenções desnecessárias. Além de garantir um ambiente mais calmo e harmonioso para o nascimento da criança, uma vez que a mãe terá seu filho da maneira que escolheu e terá contato imediato com o bebê.

O aumento dos lugares que oferecem essa filosofia de parto é cada vez mais significativo. Com isso, espera-se que uma nova forma de encarar o nascimento surja e que a gravidez seja vista como um momento extraordinário que a mãe tem total direito de participar.

Toda mulher tem o direito de escolher como será seu parto
Toda mulher tem o direito de escolher como será seu parto
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados