Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Gravidez
  4. Pré-natal

Pré-natal

Assistência pré-natal, ou simplesmente pré-natal, é o nome dado aos procedimentos clínicos e educativos cedidos a gestantes, com o objetivo de proporcionar à mulher e à criança boas condições de saúde. Graças a ele pode haver a detecção e o tratamento precoce de problemas de saúde que porventura afetem a mãe e/ou o bebê, tal como a diabete gestacional; prevenindo um grande número de complicações e óbitos por motivos que poderiam ser facilmente evitados ou controlados.

O pré-natal também orienta as mulheres em questões relativas ao que está ocorrendo com o seu corpo e seu bebê, aos cuidados que devem ter, à sua sexualidade, a inseguranças referentes ao período em que se encontram ou mesmo no que diz respeito ao parto; e fornece auxílios para driblar os famosos desconfortos da gravidez – tais como inchaço, falta de ar e enjoos.

No que se refere ao atendimento feito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), a gestante também tem todos os exames necessários realizados de forma gratuita, assim como eventuais fármacos, vacinas e, se for o caso, também o acompanhamento odontológico e psicológico.

Na primeira consulta, o primeiro procedimento será a identificação da paciente. Além dos dados de praxe, como nome, idade, endereço e naturalidade; também serão registradas, em sua ficha, a situação conjugal, ocupação, prática religiosa e condições socioeconômicas e culturais.

Além desses dados, o profissional verificará se a gestante apresenta alguma queixa específica, se a gravidez foi planejada, se possui antecedentes pessoais e/ou familiares para problemas de saúde como hipertensão, diabetes, câncer de mama, viroses, doenças neuropsiquiátricas, alergias, e doenças ginecológicas; e se está fazendo o uso de algum fármaco. Antecedentes obstetrícios e assuntos relativos à sua sexualidade também fazem parte da pauta.

Baseado na data da última menstruação, o profissional da saúde calculará a data provável do parto (DPP), que é feita a partir da soma de 7 dias ao primeiro dia da última menstruação, adicionando nove meses ao mês em que ela ocorreu. Ele também fará o exame físico e também ginecológico, solicitando exames laboratoriais de rotina e outros, se achar necessário.

Por fim, as novas consultas serão agendadas. Nelas será revisada a ficha da gestante, serão feitos exames clínicos para analisar seu estado de saúde, e o calendário de vacinação será checado. Além disso, claro, a gestante receberá as devidas orientações para os problemas ou dúvidas que eventualmente poderão surgir no decorrer das semanas.

Considerando esses fatos, o ideal é que tal acompanhamento seja iniciado cedo, dessa forma, a chance de ocorrer uma gravidez sem problemas, em todos os sentidos, será maior. Assim, recomenda-se que a gestante comece seu pré-natal ainda no primeiro trimestre, preferencialmente assim que descobrir que está grávida.

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental
 A ultrassonografia é um dos procedimentos que fazem parte do pré-natal.
A ultrassonografia é um dos procedimentos que fazem parte do pré-natal.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados