Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Ecologia
  4. Protocooperação

Protocooperação

A protocooperação é uma relação ecológica harmônica interespecífica não obrigatória, ao contrário das relações mutualísticas com vínculo de dependência orgânica, na qual há vantagens recíprocas entre as espécies que se relacionam, ou seja, ocorre comum beneficiamento entre ambos os organismos, vivendo de forma independente.

Um exemplo dessa relação é a interação mantida entre a anêmona do mar e o paguro (carangueijo), crustáceo que vive no interior de conchas vazias de gastropodes, permitindo a existência de anemônas sobre a estrutura das conchas. Os cnidários protegem o paguro contra predação, devido a presença de substâncias urticantes contidas em seus tentáculos. Os caranguejos ao se deslocarem no substrato marinho possibilitam às anêmonas maior chance de obtenção de alimento e propagação, mesmo que através da reprodução, o desenvolvimento indireto da forma larval de vida livre, proporcione maior disperssão.

Outra circunstância biótica ocorre através da afinidade entre crocodilos e a ave-palito. As aves se alimentam retirando os restos de alimentos entre os dentes do crocodilo, enquanto dormem de boca aberta, livrando-os de parasitas indesejáveis.
Forma independente de mutualismo entre diferentes espécies.
Forma independente de mutualismo entre diferentes espécies.
Publicado por: Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro

Assuntos Relacionados