Sangue

O sangue é um tipo especial de tecido conjuntivo relacionado, entre outras funções, com o transporte de nutrientes e gases respiratórios e a defesa do organismo.

O sangue é um tipo especial de tecido conjuntivo que se destaca por apresentar-se como um fluído de cor vermelha e viscoso. Caracteriza-se por apresentar uma matriz líquida (plasma), em que se encontram suspensos os elementos celulares do sangue (hemácias, leucócitos e plaquetas).

Nos seres humanos, o sangue corre dentro do nosso sistema cardiovascular, o qual é fechado. Isso significa que nosso sangue é encontrado apenas no interior do coração e de nossos vasos sanguíneos.

Geralmente uma pessoa apresenta um volume total de sangue que corresponde a cerca de 7% do seu peso corporal. Com isso, temos que um indivíduo de, aproximadamente, 70 quilos, deve apresentar cerca de cinco litros de sangue.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Função

O sangue apresenta diversas funções no corpo, garantindo, por exemplo:

- Transporte de nutrientes;

- Transporte dos gases respiratórios;

- Transporte de resíduos do metabolismo;

- Defesa e imunidade por meio da ação dos leucócitos;

- Coagulação sanguínea por meio da ação das plaquetas.

Leia também: Coagulação

Componentes do sangue

O sangue é composto pelo plasma e pelos elementos celulares, que incluem células sanguíneas e fragmentos celulares. O plasma, que é a matriz líquida do sangue, corresponde a 55% do volume sanguíneo, enquanto os elementos celulares ocupam, aproximadamente, 45% desse volume.

Veja, a seguir, um pouco mais a respeito de cada um desses componentes:

Observe na figura os componentes celulares do sangue.
Observe na figura os componentes celulares do sangue.

  • Plasma

O plasma é a parte líquida do sangue, é composto, em grande parte, por água e várias substâncias dissolvidas. No plasma encontramos íons, como o sódio, potássio, cálcio e magnésio; proteínas, como albuminas e anticorpos; e várias substâncias que são transportadas pelo sangue, como glicose, vitaminas, hormônios, gases respiratórios e resíduos do metabolismo. Essa porção do sangue apresenta uma coloração amarelada.

  • Elementos figurados

Os elementos figurados do sangue são os componentes celulares desse tecido. No sangue temos dois tipos de células (as hemácias e os leucócitos) e os fragmentos celulares conhecidos como plaquetas. Veja, a seguir, as principais características de cada um desses componentes:

  • Hemácias, eritrócitos ou glóbulos vermelhos

As hemácias são células sanguíneas que se destacam por seu formato de pequeno disco bicôncavo contendo uma grande quantidade de hemoglobina, pigmento responsável pelo transporte de oxigênio.

Essas células são numerosas e as mais encontradas em nosso sangue. Devido à grande quantidade de hemácias e à presença de pigmento hemoglobina no interior dessas, o sangue apresenta um aspecto avermelhado.

As hemácias possuem formato de disco bicôncavo e são ricas em hemoglobina.
As hemácias possuem formato de disco bicôncavo e são ricas em hemoglobina.

  • Leucócitos ou glóbulos brancos

Os leucócitos são células incolores que apresentam como função principal defender nosso organismo. As duas formas principais de defesa por parte dessas células são a fagocitose e a produção de anticorpos.

A fagocitose é um processo em que as células englobam e digerem a partícula estranha, enquanto os anticorpos são proteínas de defesa que atuam, por exemplo, sinalizando uma célula para que ela possa ser fagocitada, ou neutralizando um antígeno.

Uma característica interessante dos leucócitos é sua capacidade de atravessar os vasos sanguíneos, sendo esses capazes, portanto, de atuar em tecidos lesionados.

Os leucócitos atuam na defesa do organismo.
Os leucócitos atuam na defesa do organismo.

Vale salientar que não existe apenas um tipo de leucócito, sendo possível a identificação de cinco tipos distintos: linfócitos, monócitos, eosinófilos, basófilos e neutrófilos. Esses cinco tipos estão divididos em dois grupos: granulócitos e agranulócitos.

Os granulócitos destacam-se pela presença de grânulos específicos e de um núcleo irregular, enquanto os agranulócitos não apresentam grânulos específicos e seu núcleo apresenta-se mais regular. Neutrófilos, eosinófilos e basófilos são granulócitos, enquanto os linfócitos e os monócitos são agranulócitos.

  • Plaquetas ou trombócitos

As plaquetas, diferentemente do que muitos pensam, não são células propriamente ditas. São fragmentos de células da medula óssea, chamadas de megacariócitos. Essas estruturas são anucleadas e apresentam formato de pequenos discos. Sua função é garantir a coagulação do sangue e também ajudar na reparação de danos nos vasos sanguíneos.

Leia também: Células do sangue

Componentes celulares do sangue e suas funções

Componente celular

 Função

Hemácias

Atuam no transporte, principalmente, de oxigênio.

Leucócitos

Atuam na defesa do organismo.

Plaquetas

Atuam na coagulação sanguínea.

Quantidades normais dos componentes celulares

Cada componente celular do sangue apresenta uma quantidade considerada normal no organismo. Veja, a seguir, as quantidades esperadas de cada um desses componentes:

Componentes celulares do sangue e suas quantidades normais

Componente celular

Quantidade por microlitro de sangue

Hemácias

5.000.000 a 6.000.000

Leucócitos

5.000 a 10.000

Plaquetas

250.000 a 400.000


Variações nesses valores podem indicar alguns problemas.

  • Um número de hemácias abaixo do normal pode indicar, por exemplo, um caso de anemia.

  • O aumento do número de leucócitos, por sua vez, pode indicar alguma infecção, uma vez que nesse tipo de processo as células de defesa multiplicam-se para controlar um processo infeccioso.

  • A queda nas plaquetas está relacionada com diversas causas, como a dengue, por exemplo, e é responsável por um risco aumentado de hemorragias.

Onde o sangue é produzido?

O sangue é produzido na chamada medula óssea, a qual está localizada no canal medular de ossos longos e nas cavidades de ossos esponjosos. A medula óssea pode ser dividida em dois tipos, a vermelha e a amarela.

É na medula óssea vermelha que há a produção de células sanguíneas. No adulto a medula óssea vermelha está presente nas vértebras, costela, esterno e na camada de tecido esponjoso (díploe) dos ossos do crânio. O processo que leva à produção das células sanguíneas é chamado de hemocitopoese.

Tipos sanguíneos

Sabemos que na espécie humana temos quatro diferentes tipos sanguíneos: tipo A, tipo B, tipo AB e tipo O.

Nas pessoas com sangue tipo A, observa-se a presença de aglutinogênio A nas hemácias, enquanto nas pessoas de sangue tipo B, observa-se a presença de aglutinogênio B. Nas pessoas com sangue tipo AB, observa-se a presença de aglutinogênio A e B, enquanto nas pessoas de sangue tipo O, não se observa aglutinogênio nas hemácias.

O sangue humano pode ser classificado em quatro tipos diferentes.
O sangue humano pode ser classificado em quatro tipos diferentes.

Além da presença de aglutinogênio nas hemácias, existem aglutininas (anticorpos) no plasma. No sangue tipo A, há aglutinina anti-B, enquanto no sangue tipo B, há aglutinina anti-A. No sangue AB, não há a presença de aglutinina, enquanto no sangue O há a presença de anti-A e anti-B.

Leia também: Doação de sangue

O sangue é um tecido conjuntivo com propriedades especiais.
O sangue é um tecido conjuntivo com propriedades especiais.
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados