Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Suor
Suor
Desconforto causado pelo excesso de transpiração.
O suor é um fluido inodoro (sem cheiro), secretado pelas glândulas sudoríparas, uma glândula exócrina existente no extrato tecidual hipodermático (tecido subcutâneo adiposo), na pele de mamíferos, produzindo solução salina constituída principalmente por uréia, cloreto de potássio e água.

Através da transpiração, mantêm-se o equilíbrio homeostático do organismo, permitindo ao corpo perder calor quando a temperatura exterior se eleva. Portanto, trata-se de um mecanismo de defesa do organismo, intervindo quando temos febre, fazendo com que o suor eliminado na superfície da pele absorva o estado térmico em excesso, utilizado para evaporação deste líquido, restabelecendo as condições normais da fisiologia orgânica, evitando, por exemplo, a desnaturação de proteínas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A hiperatividade das glândulas sudoríparas estabelece uma condição de transpiração excessiva, denominada hiperidrose, relacionada em nível primário ou secundário a distúrbios da tireóide, oscilação endócrina decorrente da menopausa, obesidade, stress ou transtornos psiquiátricos.

Esse estado acomete considerável contingente populacional, com freqüência relativa igual a 12 %, não sendo uma enfermidade grave, causando risco de vida. Porém, um incômodo de ordem psicológica, causando transtorno social, tratado com remoção das glândulas, principalmente na região axilar, onde juntamente a eliminação anormal de suor, bactérias e fungos acomodados em ambiente úmido, produz substâncias voláteis com odor característico.

Assuntos Relacionados