Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Botânica
  4. Tecidos condutores

Tecidos condutores

Os tecidos condutores garantem o transporte de substância pelo corpo do vegetal. Esses tecidos podem ser classificados em dois tipos: xilema e floema.

Os tecidos condutores são os tecidos vegetais que apresentam como função primordial conduzir água e outras substâncias para todo o corpo da planta. A condução de substâncias ocorre por meio de dois tipos de tecido: o floema e o xilema. Tanto o xilema quanto o floema são contínuos pelos órgãos vegetais, formando um verdadeiro sistema de condução.

O xilema e o floema podem ser primários ou secundários. Os primários são formados a partir do procâmbio, e os secundários são formados a partir do meristema lateral denominado de câmbio vascular. Os tecidos condutores primários estão organizados no sistema axial (paralelo ao maior eixo do órgão), e os tecidos condutores secundários estão organizados no sistema axial e radial (dispostos na horizontal).

Xilema

O xilema é o tecido responsável por garantir o transporte de água e sais minerais para todas as partes da planta. Além de garantir o transporte, esse tecido armazena substâncias e garante também sustentação ao corpo do vegetal.

Esse tecido é considerado complexo, uma vez que é formado por diferentes tipos celulares. Além dos elementos condutores, o xilema é formado também por células parenquimáticas e fibras, por exemplo.

Os elementos do xilema responsáveis pela condução podem ser de dois tipos: traqueides e elementos de vaso. Esses dois tipos celulares não possuem protoplasto vivo na maturidade, característica essa que favorece o transporte de substâncias. As traqueides são elementos imperfurados, e os elementos de vaso destacam-se pela presença de placas de perfuração (aberturas nas paredes).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Analisando os grupos de planta, percebemos que as traqueides são encontradas em gimnospermas e em grupos de angiospermas mais primitivos. Os elementos de vaso, por sua vez, estão nas angiospermas e também aparecem em alguns grupos mais evoluídos de gimnospermas.

Floema

O floema conduz material orgânico e inorgânico, tais como aminoácidos, hormônios, sacarose e ácidos nucleicos. O transporte dessas substâncias ocorre no sentido do órgão produtor para o órgão consumidor.

O floema, assim como o xilema, é um tecido complexo em virtude da presença de diferentes tipos celulares. Além dos elementos responsáveis pela condução, há células parenquimáticas, fibras e esclereídes. Entre as células parenquimáticas, destacam-se as células companheiras, que parecem ter relação com a distribuição de substâncias do tubo crivado.

As células condutoras do floema são de dois tipos: células crivadas e elementos de tubo crivado. Essas células possuem áreas crivadas (com poros), são vivas e não apresentam núcleo na maturidade. As células crivadas apresentam áreas crivadas em todas as paredes, e os elementos de tubo crivado apresentam placas crivadas (com poros maiores) nas paredes terminais e áreas crivadas nas laterais.

Os tecidos condutores são o xilema e o floema
Os tecidos condutores são o xilema e o floema
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados