Doenças bacterianas

Tifo endêmico (ou murino): doença causada pela Rickettsia typhi. Esta bactéria é transmitida por meio da picada da pulga-do-rato (Senopsylla cheopis). Os sintomas iniciais são calafrios com tremores, cefaleia e febre. Mais tarde, surgem erupções cutâneas.

Tifo epidêmico: a Rickettsia prowazekii é o parasita responsável por esta doença. Transmitida pelas fezes do piolho contaminado, penetra no corpo quando a picada destes insetos é coçada. No organismo, as bactérias se reproduzem nos vasos sanguíneos, provocando febre alta e persistente, além de hemorragias subcutâneas. Existe vacina, mas só é utilizada eventualmente.

Tracoma: a bactéria responsável por esta doença é a Chlamydia trachomatis. Esta é transmitida pelo contato direto, ou com insetos ou objetos contaminados por secreções oculares de indivíduos infectados. Causa inflamação na conjuntiva e córnea, apresentando folículos na pálpebra superior. Devido às reincidivas, tais formações podem alterar a fisionomia da pálpebra e, consequentemente, a disposição dos cílios, propiciando a arranhadura da córnea. Este atrito aumenta as chances do indivíduo ficar permanentemente cego, a longo prazo.

Tuberculose: é causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis), por meio da inalação de gotículas de saliva e secreções nasais contaminadas. Tais organismos atingem os pulmões, provocando tosse persistente, febre, fadiga e, em casos mais graves, expectoração com sangue. Tais micro-organismos podem se espalhar pelo sangue e linfa, infectando órgãos como medula óssea e rins. Existe vacina preventiva. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Lesão na pálpebra característica do tracoma.
Lesão na pálpebra característica do tracoma.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados