Veias

Veias são vasos que garantem o retorno do sangue dos tecidos periféricos para o coração. Diferenciam-se das artérias por apresentarem paredes mais finas e válvulas.

Veias são vasos sanguíneos que apresentam como função retornar o sangue dos vários tecidos do corpo para o coração. Elas resultam da confluência de vasos capilares em um sistema de vasos que vai aumentando seu diâmetro à medida que se aproxima do coração.

Leia também: Diferenças entre artérias, veias e capilares

Características das veias

As veias são vasos sanguíneos que podem apresentar pequeno, médio ou grande calibre, sendo a maioria delas de pequeno e médio calibre. O diâmetro desses vasos varia entre 1 mm e 9 mm. Quando analisamos todas as veias do corpo, é possível perceber que aquelas próximas ao coração apresentam um maior diâmetro.

As veias, assim como as artérias, apresentam três camadas formando as suas paredes. Essas camadas são: túnica íntima, túnica média e túnica adventícia. Veja as características de cada uma delas a seguir:

  • Túnica íntima: é formada por células endoteliais que ficam apoiadas em uma camada de tecido conjuntivo frouxo. Nas veias essa túnica é fina.

  • Túnica média: é formada, principalmente, por células musculares lisas, e entre elas é encontrada uma matriz extracelular composta, entre outros componentes, por fibras elásticas. A túnica média desses vasos sanguíneos apresenta menos músculo e fibras elásticas do que essa camada nas artérias.

  • Túnica adventícia: Na túnica adventícia, observa-se a presença, principalmente, de colágeno e fibras elásticas. Nas veias essa é a camada mais desenvolvida.

Observe atentamente as camadas que formam as veias.
Observe atentamente as camadas que formam as veias.

Nas veias, a pressão sanguínea é extremamente baixa quando comparada nas artérias, portanto, é necessário um mecanismo que garanta o fluxo em direção ao coração. Esse mecanismo é a presença de válvulas que garantem a direção do fluxo e impedem o refluxo quando elas se fecham. As válvulas são pregas da túnica íntima que possuem forma de meia lua e projetam-se para o interior da veia. Essas estruturas são formadas por tecido conjuntivo e são revestidas por endotélio.

Observe como o sangue flui sem refluxo em veias normais.
Observe como o sangue flui sem refluxo em veias normais.

Classificação das veias

De acordo com a localização das veias no corpo, essas podem ser classificadas em dois tipos: superficiais e profundas.

  • Superficiais: são veias que, com frequência, podem ser vistas através da pele. São volumosas e podem ser observadas facilmente naquelas pessoas que apresentam músculos desenvolvidos.

  • Profundas: são veias localizadas profundamente e podem estar sozinhas ou acompanhando artérias (veias satélites).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fluxo sanguíneo e a gravidade

As veias, especialmente as da perna, apresentam um fluxo sanguíneo que está ligado diretamente à gravidade. Quando estamos em pé ou sentados, a gravidade tende a puxar o sangue para baixo, impedindo que retorne ao coração com facilidade.

Para garantir o retorno ao coração, as veias, como observado, possuem válvulas que ajudam a manter o fluxo unidirecional. Além disso, a contração da musculatura lisa da parede das veias e a contração dos músculos esqueléticos ajudam a garantir o fluxo até o coração.

Os músculos esqueléticos, como sabemos, apresentam contração voluntária, o que acontece quando nos movimentamos ou praticamos exercícios. Essas contrações comprimem as veias e ajudam no fluxo sanguíneo. É por isso que, quando ficamos muito tempos sentados ou em pé, observamos inchaço nessa região.

Vênulas

As vênulas são vasos sanguíneos que transportam sangue de um leito capilar para uma veia. Observando o sistema de vasos sanguíneos, podemos dizer que os capilares convergem para vênulas, que convergem para as veias. Nas vênulas menores, observa-se a presença de endotélio suportado por tecido colágeno, já nas veias maiores, observa-se a presença de fibras musculares.

Leia também: O que são capilares sanguíneos?

Diferença entre artéria e veia

Artérias e veias são vasos sanguíneos que se diferenciam pelo seu papel no sistema cardiovascular e também por sua estrutura. As artérias garantem que o sangue seja levado do coração para outras partes do corpo, enquanto as veias garantem a condução do sangue dos tecidos periféricos para o coração.

No que diz respeito à estrutura, as artérias destacam-se por possuírem paredes mais espessas que as veias. As artérias necessitam de paredes resistentes devido ao fato de carregarem sangue a uma pressão elevada. Já as veias conduzem sangue a baixa pressão, não necessitando de paredes tão resistentes, porém precisando de válvulas para evitar o refluxo do sangue. Essas válvulas estão ausentes nas artérias.

Você sabia que as veias são encontradas em maior número em nosso corpo, se comparadas às artérias, e que suas paredes têm cerca de 1/3 da espessura das paredes arteriais?


Leia mais: 5 problemas de saúde que mais matam no mundo

Varizes

As varizes são veias dilatadas e tortuosas que surgem devido à insuficiência das válvulas, que desencadeia refluxo e dilatação. Como resultado da distensão contínua, as veias pedem sua elasticidade, e, devido à falta de elasticidade e ao mal funcionamento das válvulas, o sangue passa a ficar parado nelas, gerando mais dilatação e mais refluxo.

Varizes nas pernas.
Observe o aspecto da perna de uma pessoa que apresenta varizes.

A formação de varizes é mais comum nas veias superficiais dos membros inferiores, uma vez que as veias localizadas nessa região estão mais sujeitas à distensão devido a diversos fatores, como ficar muito tempo em pé.

Vale destacar que existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento de varizes, tais como hereditariedade, idade, sexo (mais comum em mulheres), obesidade, gravidez, sedentarismo e uso de pílulas anticoncepcionais. Ainda, de acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, não existe nenhuma relação entre a formação de varizes e a depilação ou o uso do sapato de salto.

Em muitos casos, as varizes não causam manifestações clínicas, em outros pacientes, no entanto, essas podem desencadear inchaço, dor do tipo queimação, sensação de peso nas pernas, câimbra, entre outros. O tratamento das varizes varia de acordo com o paciente, sendo fundamental avaliar que veia está sendo acometida. Dentre os tratamentos, destacam-se o tratamento cirúrgico e a escleroterapia (aplicação de medicamentos denominados esclerosantes).

As varizes são veias tortuosas e dilatadas que podem ser vistas em várias partes do corpo.
As varizes são veias tortuosas e dilatadas que podem ser vistas em várias partes do corpo.
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados