Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. China

China

“A China é uma das maiores potências mundiais e o país que apresenta maior crescimento econômico. Esse território de cultura milenar é repleto de tradições e belas paisagens.”

A China, uma das maiores potências mundiais, oficialmente chamada República Popular da China, é um país socialista e uma das civilizações mais antigas do mundo. O país, atualmente, possui a segunda maior economia e é o mais populoso do planeta.

A cultura chinesa é repleta de tradições e particularidades. A China participa de organizações, tais como Organização Mundial do Comércio (OMC), BRICS, Cooperação Econômica Ásia-Pacífico, e é também membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

Dados gerais

  • Nome oficial: República Popular da China

  • Língua oficial: Mandarim

  • Capital: Pequim (Beijing)

  • Governo: República Comunista

  • Presidente: Xi Jinping

  • Área: 9.596.961 km2

  • População: 1.419.257.177 habitantes

  • Densidade demográfica: 146,9 hab/km2

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,752

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 12,24 trilhões

  • Moeda: Renminbi

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Localização da China

A China localiza-se no continente asiático, na porção da Ásia Oriental. O país faz fronteira com outros 14 territórios: Afeganistão, Butão, Cazaquistão, Índia, Laos, Mianmar, Mongólia, Nepal, Paquistão, Quirguistão, Rússia, Tadjiquistão e Vietnã. Essa é a maior fronteira terrestre do mundo, com mais de 22 mil km.

Divisão da China

A China divide-se em 23 províncias, cinco regiões autônomas, quatro municípios e duas regiões administrativas. São elas:

  • Províncias: Anhui, Fujian, Gansu, Guangdong, Guizhou, Hainan, Hebei, Hunan, Jiangsu, Jiangxi, Jilin, Liaoning, Qinghai, Shaanxi, Shandong, Shanxi, Sichuan, Yunnan, Zhejiang e Tawain (território ainda constestado).

  • Regiões autônomas: Xinjiang, Mongólia Interior, Tibete, Ningxia e Guangxi.

  • Municípios: Pequim, Tianjin, Xangai e Chongqing.

  • Regiões administrativas: Hong Kong e Macau.

Leia também: Tigres Asiáticos

Pequim

Pequim é a capital da China e um de seus quatro municípios.
Pequim é a capital da China e um de seus quatro municípios.

Pequim é a capital da China. Para os chineses, é conhecida como Beijing, devido a uma transcrição fonética do alfabeto romano para o Mandarim. Esse município localiza-se ao norte do país e é o segundo mais populoso da China, com uma população que ultrapassa 21 milhões de habitantes.

Pequim é uma das regiões mais visitadas no país, atrai turistas por sua história contada por meio de palácios suntuosos, templos, parques e jardins. Há no município também alguns patrimônios mundiais, como a Grande Muralha, a Cidade Proibida e o Templo do Céu.

Veja também: Sistema numérico chinês

Governo

A China era baseada em um sistema político de dinastias, ou seja, famílias reais administravam o território. Durante 268 anos, o país foi governado pela dinastia Qing. Essa foi a última a estar à frente do governo chinês. A partir da queda dos Qing, instalou-se no país a República da China, no ano de 1911.

Após a Guerra Civil Chinesa (entre 1946 e 1949), que representou um intenso conflito entre nacionalistas e comunistas no país, Mao-Tsé-Tung (revolucionário chinês), que participou da Revolução Chinesa, fundou, em 1949, a República Popular da China. Esse revolucionário governou até 1976, ano em que faleceu.

Atualmente, o governo chinês, que corresponde a uma República Socialista Unipartidária, tendo o Partido Comunista Chinês como seu único partido, tem à frente da sua administração, desde 2013, Xi Jinping. No entanto, é válido ressaltar que podem ser observadas práticas de cunho liberal no país, as quais muitos classificam como capitalistas.

Leia mais: Socialismo e comunismo: existe diferença?

Economia

A China é uma das maiores potências mundiais da atualidade e encaminha-se para ocupar o topo do ranking. O país corresponde à segunda maior economia do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

É considerado o país que mais cresceu economicamente nos últimos 25 anos, o que foi proporcionado pela abertura econômica a partir de 1976 que transformou a China em uma economia mista. O PIB do país cresce cerca de 10% ao ano. Atualmente a soma de riquezas produzidas ultrapassa US$ 12 trilhões.

De acordo com a Organização Mundial do Comércio, a China é uma das melhores nações para investimentos estrangeiros. O país ocupa o primeiro lugar no ranking de exportações e o terceiro lugar no ranking de importações.

Segundo o Observatório de Complexidade Econômica, no ano de 2017, a China exportou cerca de US$ 2,41 trilhões e importou, no mesmo ano, aproximadamente US$ 1,4 trilhões. A diferença entre as exportações e importações representa uma balança comercial positiva.

As principais exportações são:

Exportações

Principais destinos

Importações

Principais origens

Equipamentos de transmissão

Estados Unidos

Circuitos integrados

Coreia do Sul

Unidades de disco digital

Japão

Crude petroleum

Japão

Peças de máquinas de escritório

Alemanha

Minérios de ferro

Estados Unidos

Telefones

Coreia do Sul

Carros

Alemanha

Saiba mais: Diferença entre exportação e importação

População

A China é o país mais populoso do mundo, com cerca de 1.419.257.177 habitantes, o que equivale a, aproximadamente, um quinto da população mundial. Sua origem compreende o período do século XVI a.C., remanescente da planície norte do país próximo ao Rio Amarelo.

A maior parte da população é composta pela etnia han, mas há no território chinês cerca de 56 etnias reconhecidas. Parte da população é composta também por estrangeiros, vindos de países da Ásia, como Coreia do Sul e Japão, e também dos Estados Unidos.

O elevado crescimento populacional despertou no governo certa preocupação tanto com o inchaço nas províncias quanto com o meio ambiente em relação à disponibilidade de recursos minerais e aos demais problemas urbanos, como aumento da poluição atmosférica.

Assim, o governo chinês passou a incentivar a “política de único filho”, a fim de que as taxas de natalidade diminuíssem e o crescimento populacional fosse contido. Essa política foi introduzida em 1979, logo após as reformas econômicas. A violação das regras impostas pelo governo poderia gerar multas às famílias.

Contudo, atualmente a grande baixa nas taxas de natalidade gerou uma nova preocupação: o envelhecimento da população. O fim da política de um único filho deu-se em 2015, e o governo agora preocupa-se em estimular as famílias a terem mais de um filho, pois a população idosa tem sido sustentada por um número de jovens cada vez menor.

Cultura

O Festival de Lanternas é um dos marcos da cultura chinesa.
O Festival de Lanternas é um dos marcos da cultura chinesa.

A cultura chinesa é uma das mais ricas do mundo. Repleta de particularidades, a história do país é contada pela sua paisagem repleta de monumentos e tradições. O idioma oficial no país é o Mandarim, que varia segundo os grupos étnicos. A escrita compreende pictogramas e ideogramas, que correspondem a uma complexidade de desenhos que retratam conceitos e não sons como a maioria dos alfabetos.

A gastronomia no país é considerada exótica devido às grandes diferenças em relação à economia e à cultura ocidentais. Os chineses têm em seu cardápio muitas especiarias, sabores adocicados, massas e pratos que levam barbatanas de tubarão, ovas de caranguejo e tiras de enguia.

Há também diversos festivais típicos da cultura chinesa, como o Festival da Primavera, que representa o início do Ano Novo Lunar, e o Festival das Lanternas, que marca o fim do Ano Novo Chinês e o início da primavera. Nesse festival, diversas regiões são iluminadas com lanternas fabricadas pela população.

O uso de redes sociais no país é restrito, e também há um grau limitado de liberdade religiosa. Isso se deve às características do governo. Muitos chineses são ateístas, mas uma parte da população é adepta ao taoismo, budismo ou confucionismo.

Saiba mais: Estado laico e Estado religioso

Bandeira da China

A bandeira da China é também conhecida como Bandeira Vermelha de Cinco Estrelas.
A bandeira da China é também conhecida como Bandeira Vermelha de Cinco Estrelas.

A bandeira da China é caracterizada pela cor vermelha e pela presença de estrelas amarelas. O vermelho representa a Revolução de 1949, quando se instalou no país a República Popular da China. Já as cinco estrelas amarelas representam o Partido Comunista da China (maior estrela) e o povo chinês (estrelas menores).

Curiosidades

A Grande Muralha da China pode ser vista da Lua.
A Grande Muralha da China pode ser vista da Lua.

A Grande Muralha da China foi construída com fins militares, a fim de proteger o território. A fortificação possui cerca de 21 mil quilômetros de extensão e cerca de sete metros de altura. Foi construída por volta de 220 a.C. e 206 a.C. e pode ser vista da Lua. Para saber mais sobre a Muralha da China, leia nosso texto: Muralha da China

    Publicado por: Rafaela Sousa
    A China, que fica na Ásia, é considerada uma das maiores potências mundias.
    A China, que fica na Ásia, é considerada uma das maiores potências mundias.

    Artigos de "China"