Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Curiosidades
  3. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN

Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN

A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN é uma forma de chamar a atenção de toda a sociedade para a conservação das espécies do planeta.

Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN
O elefante africano é considerado vulnerável pela Lista Vermelha da IUCN

Criada em 1964, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional Para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) tem como objetivo informar a sociedade e pesquisadores do planeta a respeito da conservação dos seres vivos. Ela apresenta informações relevantes a respeito da fauna e flora do planeta, mas não apresenta dados a respeito de micro-organismos.

A Lista Vermelha, ao informar os dados de conservação, serve como um alerta sobre a constante perda de biodiversidade verificada na Terra. Com esses dados, é possível embasar a luta por políticas de conservação e tentar impedir a extinção de várias espécies.

 

Quem é responsável pela atualização da Lista Vermelha?

Em virtude da grande biodiversidade do nosso planeta, a elaboração da Lista Vermelha conta com a ajuda de pesquisadores e organizações em todo o mundo. Os dados são analisados e publicados, normalmente, a cada cinco anos. É importante salientar que nem todas as espécies possuem seus dados atualizados em cada publicação.

O que significam as categorias da Lista Vermelha?

A lista vermelha apresenta nove diferentes categorias para classificar um organismo vivo. Veja a seguir o significado de cada uma delas:

  • Extinto (em inglês, Extinct – EX): Nenhum exemplar da espécie analisada está vivo na natureza ou em cativeiros.

  • Extinto na natureza (em inglês, Extinct in the Wild – EW): A espécie analisada não é mais encontrada em seu habitat natural, existindo apenas representantes em cativeiros.

  • Criticamente em perigo (em inglês, Critically Endangered – CR): A espécie classificada como criticamente ameaçada corre um risco extremamente alto de ser extinta da natureza.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Em perigo (em inglês, Endangered – EN): A espécie estudada apresenta um risco elevado de entrar em extinção em seu habitat.

  • Vulnerável (em inglês, Vulnerable – VU): A espécie vulnerável é aquela que apresenta riscos de entrar em extinção na natureza.

  • Quase ameaçado (em inglês, Near Threatened – NT): Uma espécie quase ameaçada é aquela que necessita de medidas de conservação para que não se torne vulnerável à extinção.

  • Pouco preocupante (em inglês, Least Concern – LC): Quando comparadas às outras categorias, as espécies classificadas como pouco preocupantes não apresentam muitos riscos de extinção.

  • Dados deficientes (em inglês, Data Deficiente – DD): A espécie estudada não possui dados suficientes para avaliar o nível de conservação.

  • Não avaliado (em inglês, Not Evaluated – NE): As espécies classificadas nessa categoria não foram avaliadas pelos critérios da IUCN.

Dados Recentes

Em novembro de 2014, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN foi atualizada. Com os novos dados, chegou-se à conclusão de que mais de 22 mil espécies correm risco de desaparecer do planeta. Entre as espécies que entraram em extinção, destacam-se os peixes da Turquia denominados de Gölcük e Egirdir e um molusco chamado de Plectostoma sciaphilum.

Vale frisar que a maioria das espécies que se encontram em risco ou que foram extintas sofre, principalmente, com a ação do homem, que destrói habitat, introduz espécies novas e caça e pesca indiscriminadamente. Sendo assim, podemos concluir que a Lista Vermelha não parará de crescer e esse crescimento está diretamente ligado ao homem.

Para acessar a Lista Vermelha da IUCN, clique aqui!

Assuntos Relacionados