Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Datas Comemorativas
  3. Outubro
  4. 3 de outubro – Dia Mundial do Dentista

3 de outubro – Dia Mundial do Dentista

O Dia Mundial do Dentista é comemorado em 3 de outubro e é uma importante data para refletirmos sobre a importância desse profissional para a nossa saúde e autoestima.

O Dia Mundial do Dentista é comemorado em 3 de outubro e é uma data importante para lembrarmos a importância desse profissional para a nossa saúde bucal. O cirurgião-dentista, além de manter a boca saudável, é responsável por garantir uma melhora na autoestima das pessoas, uma vez que um sorriso bonito deixa as pessoas mais confiantes.

Leia também: Cuidados com os dentes

Dia Nacional do Dentista

No dia 25 de outubro, é comemorado o Dia Nacional do Dentista. Essa data foi escolhida porque coincide com o dia em que foi publicado o decreto que criou os primeiros cursos de Odontologia no nosso país, o decreto nº 9.311, de 1884.

Um breve relato da história da Odontologia

A Odontologia e a Medicina são áreas que surgiram juntas em épocas pré-históricas. Muitos relatos de povos antigos descrevem práticas de cuidados com a saúde bucal ao longo da história. Infecções da cavidade bucal foram, por exemplo, relatadas em papiros egípcios.

No século XVIII, destacaram-se os trabalhos realizados por Pierre Fauchard, um médico francês que foi considerado o “Pai da Odontologia”. Na obra Le Chirurgien Dentiste (O Dentista, em tradução livre), o autor aborda temas como anatomia oral e sintomas de algumas doenças.

Nas Américas, a Odontologia expandiu-se no século XIX graças a três importantes eventos (todos nos Estados Unidos):

  • Fundação da Society of Dental Surgeons (Sociedade Americana de Cirurgiões Dentistas, em português) em Nova York;

  • Criação da primeira escola na América que trabalhava a prática dental (Escola de Baltimore);

  • A publicação do The American Journal of Dental Science, primeiro jornal especializado.

No Brasil, a Odontologia começou seu avanço no século XX, e a primeira regulamentação do exercício da profissão de dentista ocorreu por meio da Lei nº 1.314, de 17 de Janeiro de 1951. Essa lei foi posteriormente revogada pela Lei nº 5.081, de 1966.

Quem pode exercer a Odontologia no Brasil?

De acordo com a Lei nº 5.081, de 24 de agosto de 1966, poderá exercer a Odontologia “o cirurgião-dentista habilitado por escola ou faculdade oficial ou reconhecida, após o registro do diploma na Diretoria do Ensino Superior, no Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia, na repartição sanitária estadual competente e inscrição no Conselho Regional de Odontologia sob cuja jurisdição se achar o local de sua atividade”. Ainda de acordo com essa lei, os habilitados por escolas estrangeiras poderão exercer a Odontologia após revalidarem seu diploma e registrarem-se nos órgãos citados anteriormente.

O cirurgião-dentista pode especializar-se em diferentes áreas.
O cirurgião-dentista pode especializar-se em diferentes áreas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As especialidades da Odontologia são: cirurgia e traumatologia buco-maxilo-faciais; dentística; disfunção temporomandibular e dor orofacial; endodontia; estomatologia; radiologia odontológica e imaginologia; implantodontia; odontologia legal; odontologia do trabalho; odontologia para pacientes com necessidades especiais; odontogeriatria; odontopediatria; ortodontia; ortopedia funcional dos maxilares; patologia bucal; periodontia; prótese buco-maxilo-facial; prótese dentária; e saúde coletiva e da família.

Competências do cirurgião-dentista

A lei nº 5.081, de 24 de agosto de 1966, que regula o exercício da Odontologia, traz as competências do cirurgião-dentista. De acordo com essa lei, compete ao cirurgião-dentista:

I - praticar todos os atos pertinentes à Odontologia, decorrentes de conhecimentos adquiridos em curso regular ou em cursos de pós-graduação;

II - prescrever e aplicar especialidades farmacêuticas de uso interno e externo, indicadas em Odontologia;

III - atestar, no setor de sua atividade profissional, estados mórbidos e outros, inclusive, para justificação de faltas ao emprego. (Redação dada pela Lei nº 6.215, de 1975)

IV - proceder à perícia odontolegal em fôro civil, criminal, trabalhista e em sede administrativa;

V - aplicar anestesia local e truncular;

VI - empregar a analgesia e a hipnose, desde que comprovadamente habilitado, quando constituírem meios eficazes para o tratamento;

VII - manter, anexo ao consultório, laboratório de prótese, aparelhagem e instalação adequadas para pesquisas e análises clínicas, relacionadas com os casos específicos de sua especialidade, bem como aparelhos de Raios X, para diagnóstico, e aparelhagem de fisioterapia;

VIII - prescrever e aplicar medicação de urgência no caso de acidentes graves que comprometam a vida e a saúde do paciente;

IX - utilizar, no exercício da função de perito-odontólogo, em casos de necropsia, as vias de acesso do pescoço e da cabeça.

A importância de ir ao dentista regularmente

O dentista cuida da nossa saúde bucal e também da nossa autoestima.
O dentista cuida da nossa saúde bucal e também da nossa autoestima.

É extremamente importante fazer visitas regularmente ao dentista para evitar uma série de danos graves à saúde bucal. Ao visitar o dentista, evitamos, por exemplo, o avanço de cáries, que podem até mesmo causar a perda do dente caso não sejam controladas. Outros problemas que podem ser tratados no dentista são a gengivite e o mau hálito. Além de prevenir e tratar problemas bucais, os dentistas garantem um sorriso limpo, claro e com dentes bem alinhados.

Leia também: Gengivite

O cirurgião-dentista é o profissional responsável por cuidar da nossa saúde bucal.
O cirurgião-dentista é o profissional responsável por cuidar da nossa saúde bucal.
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados