Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Datas Comemorativas
  3. Março
  4. 21 de março - Dia Internacional das Florestas

21 de março - Dia Internacional das Florestas

No 21 de março é comemorado o Dia Internacional das Florestas, uma data voltada para a conscientização sobre a importância das florestas para o nosso planeta. Denominamos de florestas, popularmente, as vegetações que se destacam pela grande quantidade de árvores com copas que se tocam no alto, formando o que chamamos de dossel.

As florestas são áreas extremamente importantes para o meio ambiente e para a economia de uma região. Delas retiramos matéria-prima para a construção de móveis e imóveis, alimentos e até mesmo compostos importantes para a fabricação de medicamentos. Além disso, essas áreas previnem deslizamentos de terra, servem de lar para uma imensa variedade de espécies, relacionam-se com os regimes de chuvas, conservam recursos hídricos e o solo, e armazenam carbono.

Entretanto, apesar de conhecer a importância das florestas, os homens continuam desmatando e destruindo esses ambientes tão importantes.

As florestas são áreas de abrigo para inúmeras espécies.
As florestas são áreas de abrigo para inúmeras espécies.

A criação do Dia Internacional das Florestas

Em 1971, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) criou o Dia Mundial das Florestas com o objetivo de conscientizar a respeito da importância dos ecossistemas florestais. A data escolhida foi 21 de março, que marca o primeiro dia da primavera nos países do hemisfério norte.

Posteriormente, em 2012, foi aprovada, na Assembleia Geral das Nações Unidas, uma resolução que instituiu o dia 21 de março como o Dia Internacional das Florestas. A partir de então, ficou estabelecido que o secretariado passaria a organizar, com os governantes, as comemorações dessa data.

Leia também: Amazônia – a região de maior biodiversidade do planeta

Importância das florestas

Os ambientes florestais apresentam grande importância econômica e ecológica. No que diz respeito ao primeiro caso, podemos destacar a grande quantidade de matéria-prima que as florestas fornecem. Delas retiramos, por exemplo, madeira, celulose e carvão vegetal, que constitui uma importante fonte de energia. Além disso, retiramos alimentos e muitas substâncias utilizadas na indústria farmacêutica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quanto ao segundo caso, podemos destacar que as florestas abrigam uma grande quantidade de espécies, muitas delas encontradas exclusivamente nessas regiões. Além disso, elas atuam regulando o regime de chuva, uma vez que liberam grandes quantidades de vapor d'água por evapotranspiração.

Leia também: Aquecimento global e a biodiversidade

Ainda, as árvores da floresta são importantes no controle das erosões e no sequestro de carbono. Essa última função diz respeito ao fato de que as plantas são capazes de retirar gás carbônico da atmosfera e utilizar esse carbono no seu desenvolvimento e crescimento. Não podemos esquecer-nos de que, nas florestas, encontramos grandes bacias hidrográficas, responsáveis pelo fornecimento de água potável.

O perigo da destruição das florestas

O desmatamento causa uma série de prejuízos ambientais, como alterações nos regimes de chuva.
O desmatamento causa uma série de prejuízos ambientais, como alterações nos regimes de chuva.

As florestas são importantes ecossistemas que se relacionam, por exemplo, com a regulação do clima, o ciclo das chuvas, a prevenção contra erosões, além de serem locais com grande biodiversidade. A sua destruição relaciona-se, portanto, com a morte de várias espécies e a vários outros problemas ambientais.

Quando as árvores das florestas são cortadas, a água das chuvas pode rapidamente afetar o solo daquela região, dando início a processos de erosão. Além disso, o sedimento pode ser levado pelas chuvas para os rios, causando, por exemplo, seu assoreamento.

Não podemos esquecer-nos também de que a degradação das florestas é responsável por liberar grande quantidade de gás carbônico, o que pode contribuir para as mudanças climáticas. Com o desmatamento, o regime de chuvas também é afetado, uma vez que a umidade é reduzida nesses locais.

Ainda, ao destruir-se as florestas, retira-se o sustento de muitas populações. Segundo a FAO, mais de um bilhão de pessoas dependem diretamente das florestas para alimentação, abrigo, energia e renda.

Leia também: Por que devemos preocupar-nos com as mudanças climáticas?

Curiosidades sobre as florestas

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO):

  • Bacias hidrográficas e zonas úmidas florestadas fornecem 75% da água doce acessível do mundo;

  • A mudança climática está alterando o papel das florestas na regulação dos fluxos de água e influenciando a disponibilidade de recursos hídricos;

  • Cerca de 90% das maiores cidades do mundo obtêm uma quantidade significativa da sua água potável diretamente de bacias hidrográficas em áreas florestadas;

  • Florestas são filtros de águas naturais;

  • Florestas abrigam cerca de 80% da biodiversidade terrestre do mundo;

  • A biodiversidade está sob séria ameça de desmatamento, degradação florestal e mudanças climáticas.

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados