Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Datas Comemorativas
  3. Janeiro
  4. Dia Mundial da Religião

Dia Mundial da Religião

A sugestão de um Dia Mundial da Religião, ou Dia Internacional da Religião, foi dada pela chamada Assembleia Espiritual Nacional no ano de 1949. Esse tipo de assembleia foi criado pela fé bahá'í, uma religião fundada por Bahá'u'lláh, no século XIX. Bahá'u'lláh era um líder religioso persa que vivia na região que hoje pertence ao Irã, que, à época, estava sob domínio do Império Otomano.

Essa assembleia dos bahá’í que foi realizada nos Estados Unidos definiu que o terceiro domingo do mês de janeiro seria dedicado ao Dia Mundial da Religião. Trata-se de uma data móvel, ou seja, a cada ano, acontece em uma data diferente. Em 2020, por exemplo, é comemorada no dia 19 de janeiro; em 2021, no dia 17 de janeiro. Outra data do tipo que é muito importante aqui no Brasil é o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, que ocorre no dia 21 de janeiro.

Acesse também: O que é intolerância religiosa e por que é importante combatê-la?

Fé Bahá’í

Os bahá’í foram os criadores do Dia Mundial da Religião, portanto, é importante sabermos um pouco sobre essa religião. A fé bahá’í é uma religião monoteísta que surgiu na região da Pérsia, no século XIX, por influência da mensagem religiosa de Bahá'u'lláh. Esse líder religioso era um seguidor de outro importante líder da época – Bab.

O Santuário de Bab, localizado em Haifa, Israel, é a sede mundial dos Bahá’í e é um importante local de peregrinação para os fiéis dessa fé.
O Santuário de Bab, localizado em Haifa, Israel, é a sede mundial dos Bahá’í e é um importante local de peregrinação para os fiéis dessa fé.

Como se julgava um profeta que sucedia os grandes profetas das principais religiões do mundo, desde o hinduísmo e o judaísmo até o cristianismo e o islamismo, Bahá'u'lláh tinha como certa sua missão de criar uma “religião mundial” que congregasse todas as outras religiões. Os bahá’í, seus discípulos, tentaram levar a cabo esse projeto. O Dia da Religião é, portanto, um dos esforços para pôr esse projeto em prática.

Os bahá’í acreditam que a unidade entre as religiões, com destaque para seus elementos em comum, pode levar a humanidade à paz mundial, pois desvincularia as religiões de seus supostos preconceitos contra as outras religiões. Dessa forma, os bahá’í organizam-se em assembleias pelo mundo inteiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

São dois níveis de organização: as assembleias nacionais e as locais. No Brasil, a comunidade bahá’í começou a deitar raízes em 1921 com a chegada, no litoral baiano, de Leonora Holsapple, conhecida como Leonora Armstrong, que fazia parte dos bahá’í dos EUA. Por conta disso, um dos principais redutos dos bahá’í no Brasil é Salvador, local que abriga cerca de 400 bahá’í|1|.

No mundo, aponta-se a existência de milhões de bahá’í espalhados por diferentes países. A sede da fé bahá’í está localizada em Haifa, que fica no Estado de Israel. A sede dos bahá’í fica em Haifa porque é lá que estão os restos mortais de Bab, o profeta que foi o antecessor de Bahá'u'lláh.

Acesse também: Entenda a diferença entre Estado laico e Estado religioso

Dia Mundial da Religião

O Dia Mundial da Religião é uma ferramenta dos bahá’í para combater a intolerância religiosa e promover a paz mundial.
O Dia Mundial da Religião é uma ferramenta dos bahá’í para combater a intolerância religiosa e promover a paz mundial.

Dentro da visão da fé bahá’í, o Dia Mundial da Religião é uma ferramenta que busca a harmonia entre as diversas religiões. Como os bahá’í acreditam que toda a experiência religiosa da humanidade deriva de um único deus, o Dia Mundial da Religião é uma oportunidade de celebrar todas as religiões existentes. Pelo fato de os bahá’í estarem espalhados por diversos locais do mundo, o Dia Mundial da Religião é comemorado em diversos continentes.

É parte da proposta dos bahá’í combater todo tipo de intolerância religiosa que exista. O debate e o convívio harmonioso entre as religiões, na ótica bahá’í, seriam passos importantes para a paz mundial. O ecumenismo pretendido pelos bahá’í assemelha-se a outras tentativas de se congregar as religiões do mundo, como as da Organização das Nações Unidas (ONU), um exemplo de instituição supranacional.

Existem algumas críticas a esse tipo de projeto, mas apesar das críticas às iniciativas de grupos religiosos, o Dia Mundial da Religião pode ser encarado como uma oportunidade de reflexão sobre a importância das religiões e de seu escopo tradicional para a formação das civilizações.

Nota

|1| Nascida na Pérsia há 175 anos, a fé bahá’í tem mais de 400 seguidores na Bahia. Para acessar, clique aqui.

Publicado por: Daniel Neves Silva

Assuntos Relacionados