Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Astigmatismo

Astigmatismo

O astigmatismo é um problema de visão causado pelo formato irregular da córnea ou do cristalino. Esse distúrbio visual é bastante comum e faz com que o paciente não apresente uma visão adequada dos objetos, que são vistos com pouca clareza (embaçados). Diferentemente de outros problemas visuais, o paciente com astigmatismo apresenta dificuldade para enxergar tanto de perto quanto de longe.

Independentemente do grau apresentado, o paciente com astigmatismo necessita corrigir sua visão. Geralmente o tratamento é simples, podendo ser feito, em muitos casos, utilizando-se apenas óculos com lentes adequadas. Comumente o astigmatismo ocorre em associação a outros problemas de visão, como a miopia e a hipermetropia.

Leia também: Quais são os limites da visão humana?

As causas do astigmatismo

O astigmatismo é um erro ocular refrativo, ou seja, um problema que se caracteriza pela focalização inadequada da luz na retina (região do olho onde a imagem é formada). Esse erro acontece devido a uma assimetria da córnea ou do cristalino, ou ainda de ambos.

Em uma pessoa normal, a córnea apresenta-se redonda e lisa; nos pacientes com astigmatismo, entretanto, a córnea apresenta um formato irregular, sendo, geralmente, mais oval. Esse formato irregular da córnea dificulta, principalmente, a formação de um único ponto focal na retina, o que ocasiona a refração da luz para vários pontos. Veja figura:

Observe como é formada a imagem em uma pessoa com a visão normal e em uma pessoa que apresenta astigmatismo.
Observe como é formada a imagem em uma pessoa com a visão normal e em uma pessoa que apresenta astigmatismo.

O astigmatismo pode afetar crianças, adultos e idosos e apresenta uma causa ainda pouco conhecida, porém admite-se que é influenciada por fatores genéticos. Desse modo, o histórico familiar é um fator de risco para o desenvolvimento desse problema. Traumas e cirurgias oculares, bem como algumas doenças nos olhos, também podem desencadeá-lo. Vale destacar que o astigmatismo ocorre, com frequência, em crianças, entretanto, desaparece geralmente antes do sexto ano de vida.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como uma pessoa com astigmatismo enxerga?

Pessoas que têm astigmatismo, devido à existência de múltiplos focos de formação de imagem, observam todos os objetos de forma distorcida, independentemente se eles estão próximos ou distantes.

Muitos autores descrevem a sensação como aquela produzida quando observamos algo através de um vidro ondulado. Por não conseguir focar bem os objetos, os paciente têm dificuldade em distinguir detalhes. Além da visão “borrada”, eles apresentam fadiga, dores de cabeça e cansaço ocular.

Observe a figura e veja como é a visão de uma pessoa com astigmatismo.
Observe a figura e veja como é a visão de uma pessoa com astigmatismo.

Diagnóstico do astigmatismo

O astigmatismo geralmente é diagnosticado com base nas queixas do paciente e em exames rápidos feitos no próprio consultório oftalmológico. Entre os exames realizados pelo médico, estão a observação de letras ou números de diferentes tamanhos e a utilização de um aparelho em que várias lentes são apresentadas para que o paciente indique qual é a melhor para sua visão.

É importante salientar aqui a necessidade de visitar-se periodicamente o oftalmologista para a realização de exames de rotina e, consequentemente, de diagnósticos precoces. Além disso, sempre que houver alguma dificuldade visual, é fundamental marcar uma consulta para que suas causas sejam descobertas.

Leia também: A importância das lágrimas para os olhos

Tratamento do astigmatismo

O tratamento do astigmatismo é feito, normalmente, pela utilização de lentes de contato ou óculos. Esses produtos possuem como função principal concentrar os raios de luz em um único ponto. As lentes de contato para astigmatismo são chamadas de tóricas, enquanto as lentes utilizadas em óculos são chamadas de cilíndricas.

Além do uso de óculos e lentes de contato, o paciente com astigmatismo pode fazer a chamada cirurgia refrativa para a correção do problema. Essa cirurgia, diferentemente do que muitos pensam, não é indicada para todos os pacientes, sendo necessário uma avaliação do oftalmologista. A cirurgia refrativa não é recomendada, por exemplo, para aquelas pessoas que, além do astigmatismo, possuam glaucoma e ceratocone (problema que afeta a córnea fazendo que ela adquira formato cônico).

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados