Brucelose

A brucelose foi identificada em 1887 e posteriormente novas espécies foram descobertas. Cada uma delas apresenta diferentes tipos de interação com o ser humano. É uma doença causada por cocobacilos ou bacilos do gênero Brucella. São bactérias que afetam tanto animais como o homem. As brucelas são parasitas que vivem dentro das células e têm grande capacidade de invasão e resistência à destruição. São encontrados em bovinos, suínos, caprinos, ovinos e cães e, por estar presente no rebanho, causa prejuízos ao sistema de produção em razão da infertilidade causada pela doença.

Essa doença possui distribuição mundial, ou seja, é amplamente disseminada. Pode ser transmitida ao homem por meio do contato das mucosas com fetos abortados, fluidos, urina, placenta ou de maneira ocupacional, quando os profissionais efetuam necropsias, entrando em contato com vísceras infectadas. Além disso, a maioria dos casos no ser humano ocorre em fazendeiros, médicos veterinários, peões e açougueiros. A inalação de aerossóis e a ingestão de carne ou produtos contaminados como, por exemplo, o leite, são outras vias de acesso ao organismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os sintomas da doença no homem envolvem febre intermitente, dor de cabeça, sinusite severa, fadiga, perda de peso, fraqueza, linfoadenopatia, esplenomegalia e mal estar, dentre outros. Nos animais, ocorre de alguns se recuperarem espontaneamente, embora continuem contaminando o ambiente por meio da urina, secreções e leite. Por isso, a produção do leite e de seus derivados deve seguir parâmetros rigorosos como a pasteurização. Outro importante método de controle da doença é efetuado com medidas de imunização dos animais.

O tratamento é feito por meio de agentes antimicrobianos, como tetraciclina ou doxiciclina em conjunto com a estreptomicina, receitada por um médico.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Mundo Educação

Bactérias
Bactérias
Publicado por: Giorgia Lay-Ang

Assuntos Relacionados