Você está aqui Mundo Educação Doenças Câncer Câncer colorretal

Câncer colorretal

O câncer colorretal é uma doença que atinge o cólon, reto ou o canal anal e está bastante relacionado com a alimentação.

Câncer colorretal
O câncer colorretal possui ligação direta com a alimentação

O intestino grosso é a porção final do tubo digestório e está localizado entre o intestino delgado e o ânus. O câncer que atinge essa região é chamado de colorretal, sendo chamado também de câncer do intestino grosso e câncer de cólon e de reto.

Normalmente, o colorretal atinge em maior quantidade pessoas acima de 50 anos. Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), somente em 2013, 15.415 pessoas morreram em decorrência dessa doença.

Fatores de risco para o câncer colorretal

O câncer colorretal, além de apresentar como fator de risco a idade, está bastante relacionado com hábitos de vida inadequados. Pessoas que fazem consumo excessivo de carne vermelha e alimentos ricos em gordura, ingerem pouca quantidade de fibras, bebem grande quantidade de bebidas alcoólicas, fumam e não praticam exercícios apresentam maiores chances de desenvolver a doença.

Sinais e sintomas do câncer colorretal

Geralmente o câncer colorretal não provoca nenhuma manifestação clínica no estágio inicial, o que leva a um diagnóstico geralmente tardio. Assim sendo, é necessário prestar bastante atenção aos pequenos sinais que o corpo fornece. Entre as mudanças que podem ocorrer no corpo, destacam-se:

- Diarreia ou constipação;

- Fezes pastosas e de cor escura;

- Sangue nas fezes;

- Sangramento anal;

- Dores abdominais;

- Sensação de inchaço no abdômen;

- Sensação de esvaziamento incompleto;

- Perda de peso sem motivo aparente;

- Anemia.

Apesar de muitas vezes esses sintomas não chamarem a atenção do paciente, sua frequência deve ser relatada ao médico. Vale destacar que todos os sintomas acima citados podem estar relacionados também com outras doenças, portanto, devem ser averiguados por um profissional.

Pólipos

Os pólipos são pequenas lesões, semelhantes a verrugas, que se desenvolvem na mucosa do intestino grosso e podem evoluir para um câncer intestinal. Vale destacar que a maioria dos pólipos é benigna. O tipo de pólipo relacionado com o câncer é o adenomatoso; logo, deve ser tratado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Alguns pólipos estão relacionados com o câncer colorretal
Alguns pólipos estão relacionados com o câncer colorretal

Prevenção contra o câncer colorretal

O câncer colorretal, assim como os outros tipos de câncer, são menos frequentes em pessoas com hábitos de vida saudáveis. Além de praticar exercícios físicos, não fumar e não ingerir bebidas alcoólicas, para evitar o câncer colorretal, é essencial manter uma alimentação saudável.

Esse tipo de câncer está bastante associado à alimentação, sendo fundamental evitar dieta rica em gordura de origem animal e alimentos defumados, enlatados, embutidos e ricos em corantes e conservantes. Além disso, para um funcionamento adequado do intestino, recomenda-se a ingestão de fibras.

Diagnóstico

O diagnóstico do câncer colorretal é feito por meio da análise dos sintomas e de alguns exames. Os exames mais utilizados são a colonoscopia, sigmoidoscopia flexível, enema opaco com duplo contraste, colonoscopia virtual, exame de sangue oculto nas fezes, imunoquímico fecal e DNA das fezes.

Tratamento

Após o diagnóstico confirmado de câncer colorretal, é necessário iniciar o tratamento do problema. Quando atinge o cólon, a terapia inicial é normalmente cirúrgica para a retirada da parte do intestino que foi afetada, assim como os nódulos linfáticos. Após a cirurgia, pode ser recomendada radioterapia ou radioterapia associada à quimioterapia. Esse procedimento é feito para diminuir as chances de retorno do tumor. Quando o câncer está localizado no reto, a cirurgia normalmente é feita após o tratamento com quimioterapia e radioterapia.

Assuntos Relacionados