Cárie

A cárie é uma doença transmissível e infecciosa muito comum nos seres humanos. Ela causa a destruição ou deterioração dos tecidos duros dos dentes. Estão envolvidas na formação das cáries: as placas bacterianas cariogênicas, os hábitos de vida da pessoa, ou seja, como se alimenta, como cuida de seus dentes e os protege, evitando uma higiene deficiente, a presença ou não de flúor na água que ingere e na pasta dental que utiliza diariamente, além das periódicas visitas ao dentista para uma avaliação profissional.

A placa bacteriana cariogênica é uma fina camada de bactérias que se adere aos dentes e é capaz de gerar a cárie. Essa película incolor cresce na medida em que ingerimos alimentos e possuímos uma inadequada higiene oral. Essas bactérias se alimentam do açúcar que os alimentos possuem. E quando o açúcar entra em contato com a placa bacteriana, esta produz alguns ácidos que irão destruir os dentes vagarosamente, por retirar os minerais presentes. Existem pessoas que durante toda a vida têm pouca ou nenhuma cárie, enquanto outras têm um número muito alto de cáries que destrói rapidamente os dentes, sendo então influente a hereditariedade.

Existem doenças como a xerostomia, conhecida como boca seca, que pode causar a falta de saliva e, por isso, algumas pessoas podem adquirir cárie. Outras doenças também causam a sensibilização dos dentes.

No início da cárie, verifica-se primeiramente uma região esbranquiçada que é o início da desmineralização. Se não cuidado, o esmalte, camada mais superficial dos dentes, é dissolvido e há formação de uma pequena abertura e já se consegue observar uma diferença mais nítida no dente. Isso ocorre em razão dos dentes serem estruturas com diversas irregularidades, depressões e saliências, além de possuir intervalos entre cada dente, o que facilita a permanência de restos alimentícios que são fermentados pelas bactérias. Após passar pelo esmalte, a cárie irá passar pra a dentina. Posteriormente, irá atingir a polpa e o nervo do dente, causando muita dor e desconforto. Com isso pode ocorrer inflamação no tecido ósseo e o tratamento necessário passa a ser o canal, ao invés da restauração, quando não afetou toda a massa do dente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vários estudos têm sido feitos envolvendo selantes para prevenção e tratamento das cáries. O selante é uma resina capaz de adentrar nas irregularidades do dente e penetrar nos microporos do esmalte para isolar fisicamente a superfície dentária e prevenir a instalação da cárie. É uma barreira protetora que facilita a limpeza dos restos alimentares e controla a placa bacteriana.

Hábitos que devem ser adotados são: uma técnica de escovação adequada para retirar a placa bacteriana; escovação regular e sempre após as refeições; o uso de pasta dental com flúor para fortalecimento do esmalte; o uso do fio dental principalmente antes de dormir (o fio dental atinge locais onde a escova não alcança); evitar a ingestão de alimentos que contenham açúcar; aguardar cerca de 15 minutos antes da escovação se ingerir refrigerantes, pois pode desgastar os dentes; visitar o dentista periodicamente.

Com as crianças é necessário fazer um trabalho bastante permanente para que aprendam desde cedo a importância da escovação frequente, do uso do fio dental e da visita ao dentista sem traumas ou medos.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Mundo Educação

Cárie
Cárie
Publicado por: Giorgia Lay-Ang

Assuntos Relacionados