Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Doenças virais
  4. Herpes-zóster

Herpes-zóster

A catapora é uma doença viral causada pelo herpes-vírus varicela-zóster. Assim como no herpes simples, após a regressão dos sintomas, o vírus não é expulso do organismo, permanecendo ali, de forma latente.

A reativação do vírus da catapora, geralmente por motivos relacionados à baixa imunidade, como em pessoas mais velhas, situações de estresse, manifestações de outras doenças, etc.; resultam no herpes-zóster, também chamado de cobreiro. Nesse quadro há o surgimento de vesículas que se localizam somente em um lado do corpo. Isso se explica pelo fato de o vírus estar associado a um nervo, o que também esclarece o porquê do paciente sentir tanta dor no local acometido. Cerca de 20% das pessoas que já tiveram catapora, irão manifestar este novo quadro.

Geralmente, um ou dois dias antes do surgimento de tais feridas, o indivíduo sente formigamento e dor no local, algumas vezes acompanhados de febre, mal-estar e dor de cabeça. Depois, a região fica avermelhada e surgem as bolhas. Tórax, pescoço, face e a região localizada da cintura para baixo, são as mais frequentemente atingidas.

As lesões tendem a regredir espontaneamente, em cerca de sete dias. Entretanto, caso o paciente deseje prevenir a possibilidade de sentir dores bastante agudas, o ideal é que procure, desde então, auxílio médico – principalmente se as lesões se manifestarem na face. Isso porque, nesse último caso, o vírus pode acompanhar nervos que se relacionam com a visão, podendo causar problemas neste sentido. Como as lesões são típicas, apenas a observação das mesmas permite que o médico faça o diagnóstico.

O vírus do herpes-zóster não é disseminado pelo ar, tal como ocorre na catapora. Porém, está presente nas secreções das feridas e, por isso, pessoas que não tiveram catapora, ou não receberam a vacina, não devem tocá-las. A não manipulação dessas lesões também é importante pelo fato de que tal ato pode provocar infecções por bactérias, o que pode agravar o quadro.

Em alguns casos, mesmo após a regressão dos sintomas, a pessoa sente dor local, em virtude da inflamação do nervo: é a nevralgia pós-herpética. Em tais situações, é necessária a prescrição de fármacos para aliviar esse quadro.

Quanto às recidivas, estas são bastante raras, ocorrendo em aproximadamente 5% dos pacientes. Quando ocorrem, acometem a mesma região.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
As lesões do herpes-zóster ocorrem somente em um dos lados do corpo
As lesões do herpes-zóster ocorrem somente em um dos lados do corpo
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Assuntos Relacionados