Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Lúpus

Lúpus

Lúpus
À esquerda, tipo de lesão comum no rosto, chamado de "asa de borboleta"; e à direita, paciente com lúpus eritematoso sistêmico

O sistema imunológico  é responsável pela defesa do nosso corpo. É através dele que nosso organismo consegue lutar contra vírus  e bactérias. Quando há uma falha em nosso sistema imunológico, o nosso corpo começa a induzir a produção errada de anticorpos, o que faz o nosso corpo responder de várias formas. Uma delas é por meio dessa doença conhecida como lúpus. O lúpus é uma doença autoimune, ou seja, os anticorpos que teriam que ser utilizados para combater micro-organismos estranhos que entram em nosso corpo são utilizados para combater tecidos saudáveis. O sistema imunológico não consegue diferenciar o que é bom do que é ruim para o nosso organismo, causando danos ao nosso corpo.

A incidência de lúpus é 90% maior entre as mulheres. Não é uma doença contagiosa, porém ainda não se sabe ao certo como ela aparece. As pessoas com lúpus têm sensibilidade à luz, e as feridas quase sempre aparecem em locais expostos ao sol.

O lúpus pode se apresentar de diversas formas, dependendo do organismo. Há pessoas que sentem febre e inchaço nos joelhos, outras podem apresentar feridas pelo corpo, problemas renais e fadiga, mas a maioria apresenta alterações na pele e articulações. O tipo de lesão mais comum ocorre na pele do rosto, caracterizado como um eritema (mancha avermelhada que indica sinal de inflamação) que lembra uma asa de borboleta. Queda de cabelo também pode ser diagnosticada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O lúpus é classificado em três tipos: lúpus eritematoso discoide (limitado à pele), lúpus eritematoso induzido por drogas (causado pelo uso de certos tipos de drogas e medicamentos) e lúpus eritematoso sistêmico (atinge órgãos internos e é considerado o mais grave).

Vários órgãos podem ser acometidos por essa doença, mas os mais comuns são: coração, rins, pele e mucosas, pulmões, olhos, sangue, sistema locomotor, sistema nervoso central e sistema digestivo.

O diagnóstico dessa doença é muito difícil e seus sintomas podem ser confundidos com o de outras doenças. Para que o médico consiga de fato diagnosticar essa doença, ele precisa realizar diversos exames laboratoriais e fazer um histórico do paciente e de seus familiares.

O lúpus não tem cura; dependendo do órgão afetado, o médico prescreve medicação específica. Geralmente os médicos recomendam: exercícios físicos regulares nos períodos em que o paciente não apresentar atividade da doença, evitar o tabagismo, adotar uma dieta balanceada e evitar exposição ao sol. O tratamento é feito com medicamentos que diminuem os efeitos do sistema imunológico da pessoa, retraindo a doença.

Assuntos Relacionados