Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Otosclerose

Otosclerose

A otosclerose é uma doença hereditária causada pela má formação do estribo, estrutura que transmite a vibração do som até o ouvido interno.

Otosclerose
Partes da orelha externa, orelha média e orelha interna

A otosclerose é uma doença hereditária que atinge apenas os seres humanos. Ela é causada pela má formação do estribo, porém pode atingir a cóclea. O estribo é um dos ossículos da orelha média responsável por transmitir as vibrações do som para a orelha interna. A cóclea faz parte da orelha interna e é um dos órgãos responsáveis pela audição. Na maior parte dos casos, apenas 1 ouvido é afetado e a pessoa pode conviver com essa doença sem saber que a tem. Geralmente ela se manifesta após 20 ou 30 anos, podendo, em alguns casos, manifestar-se somente aos 50 anos.

É uma doença que atinge mais mulheres do que homens, e pode agravar-se durante a gravidez e a menopausa. A doença é gradativa e vai piorando com o passar dos anos. Quando a pessoa atinge 50 anos já corre o risco de surdez total.

Há dois tipos de otosclerose, a otosclerose do estribo e a otosclerose da cóclea. Na otosclerose do estribo, a má formação do osso impede que a vibração do som seja transmitida até o ouvido interno. Esse tipo de otosclerose pode ser corrigido com cirurgia, e no local do estribo coloca-se uma prótese de plástico ou metal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na otosclerose da cóclea, a má formação do estribo pode atingir também a cóclea. No interior da cóclea há um líquido e células sensoriais responsáveis por levar as vibrações do som até o nervo auditivo. No nervo auditivo transformam-se em impulsos e chegam até o SNC (sistema nervoso central). Nesse tipo de otosclerose, as células ciliadas da cóclea são afetadas, e não conseguem transmitir as vibrações sonoras até o nervo auditivo, causando a surdez. Esse tipo de otosclerose não pode ser resolvido com cirurgia.

É possível, com alguns medicamentos, fazer a doença parar de progredir ou progredir mais lentamente, dependendo do caso.

Assuntos Relacionados