Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Sinusite

Sinusite

A sinusite é uma inflamação da mucosa dos seios paranasais que causa obstrução nasal, dor facial, rinorreia, dor de cabeça e mal-estar.

Sinusite
A sinusite é caracterizada por uma inflamação da mucosa dos seios paranasais

Sinusite é um processo inflamatório que ocorre na mucosa de revestimento dos seios paranasais, ocasionando acúmulo de secreção e bloqueio das vias respiratórias. Atualmente, esse termo está caindo em desuso, sendo substituído por rinossinusite, pois raramente a sinusite ocorre sem a rinite, que se caracteriza pelo acometimento da mucosa nasal.

A doença ocorre em virtude de processos infecciosos causados por vírus, fungos e bactérias, sendo a forma viral a mais prevalente. Além disso, muitas vezes está associada a alergias. Como sintomas principais, podemos citar a obstrução nasal, dor ou pressão facial, diminuição do sentido do olfato e corrimento excessivo de muco do nariz (rinorreia). Além disso, podem ocorrer febre, mal-estar, fadiga, dor de cabeça, tosse e halitose.

As rinossinusites podem ser classificadas de acordo com a sua duração em cinco tipos básicos: aguda, subaguda, crônica, aguda recorrente e crônica agudizada. Observe as características principais dessas formas de rinossinusite:

Rinossinusite aguda: A inflamação dura quatro semanas.

Rinossinusite subaguda: Representa uma continuação da forma aguda quando esta não foi curada. O período de duração fica entre quatro e doze semanas.

Rinossinusite crônica: Caracteriza-se por uma inflamação que dura mais de 12 semanas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Rinossinusite aguda recorrente: Essa forma da doença caracteriza-se por três ou mais episódios da forma aguda em um ano. Entre um episódio e outro ocorre a remissão completa da doença.

Rinossinusite crônica agudizada: Nesse tipo de rinossinusite, a duração é superior a doze semanas com sintomas brandos e períodos em que eles se intensificam.

Para o diagnóstico correto de rinossinusites, faz-se necessária a realização de alguns exames, tais como rinoscopia, endoscopia nasal, raio X e tomografia computadorizada. Para o tratamento, são utilizados descongestionantes, lavagem nasal com solução salina e, em alguns casos, anti-histamínicos e analgésicos. Em caso de rinossinusite bacteriana, faz-se necessária a utilização de antibióticos.

Em casos em que toda a medicação falha, pode ser necessária a realização de uma cirurgia para remoção da obstrução. Esse tipo de procedimento geralmente é realizado em pacientes que apresentam alterações anatômicas, como desvio de septo.

Para prevenir essa doença, é importante sempre manter as vias nasais umidificadas e tratar adequadamente gripes, resfriados e rinites. Se os sintomas surgirem, procure imediatamente seu médico!

Assuntos Relacionados