Vigorexia

A vigorexia é um transtorno psicológico em que o paciente sente-se infeliz com seu corpo e procura meios para ganhar massa muscular.

Em um mundo com pessoas cada vez mais preocupadas com a beleza, não nos assustam os números alarmantes de problemas psicológicos gerados pela busca por um corpo perfeito. A bulimia e a anorexia, por exemplo, são problemas enfrentados com bastante frequência por uma grande parcela dos jovens. Entretanto, não são apenas esses dois transtornos que atingem a população.

A vigorexia, também chamada de Síndrome de Adônis, é um transtorno dismórfico muscular que atinge pessoas de todos os sexos, mas é mais comum em pessoas do sexo masculino. A pessoa com esse transtorno apresenta uma visão distorcida do próprio corpo que a leva a acreditar que está com massa muscular insuficiente, ou seja, que está muito fraco e franzino.

Pessoas com esse problema sentem-se infelizes com o corpo e buscam nos exercícios a solução para esse problema. Na vigorexia, o paciente apresenta comportamento compulsivo e inicia uma série de atividades físicas que vão muito além da capacidade do corpo. Normalmente essas pessoas buscam a musculação como prática para conseguir a massa muscular que eles julgam adequada.

Além dos exercícios excessivos, é comum que pessoas com vigorexia tenham como base da alimentação as proteínas, ou seja, apresentem uma dieta hiperproteica. Também é comum que sejam adicionados aminoácidos como forma de suplementação e outras substâncias para aumentar o rendimento físico. É muito frequente, nesses casos, o uso de anabolizantes, que, apesar de serem substâncias proibidas, são facilmente encontrados em academias.

Os esteroides anabolizantes são drogas criadas para agir como o hormônio masculino testosterona. Atuam, portanto, no aumento da massa muscular, diminuição da gordura e melhora do desempenho nas atividades praticadas. Apesar do produto parecer benéfico, está relacionado com problemas como impotência, aumento da mama em homens, surgimento de características masculinas em mulheres, tais como aumento de pelos e engrossamento da voz, e deficiência no crescimento. Além dessas consequências, os anabolizantes aumentam os riscos de surgimento de câncer no fígado, ataques cardíacos, agressividade, oleosidade dos cabelos, disfunções no perfil lipídico e acne.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os pacientes com vigorexia, por intermédio de técnicas impróprias, conseguem atingir grande massa muscular. Entretanto, por ser um transtorno psicológico, a insatisfação com os resultados obtidos é constante, o que desencadeia a busca por atividades cada vez mais nocivas ao organismo do paciente e a diminuição gradativa do convívio social, uma vez que grande parte dos dias do acometido é dedicada à prática de exercícios.

A vigorexia é um transtorno grave que é desencadeado por diversos fatores, merecendo destaque principalmente os padrões de beleza impostos pela mídia e as inseguranças pessoais de um indivíduo. Normalmente a pessoa com esse transtorno não aceita o problema e acredita que nada há de errado com suas práticas. Assim sendo, o profissional de educação física deve estar atento para identificar essas pessoas em academias e em outros locais de prática de exercícios, aconselhando-as sobre a melhor forma de treinamento e a necessidade de apoio psicológico.

Atenção: Antes de iniciar uma atividade física, procure um médico para avaliar seu estado de saúde. Além disso, realize apenas atividades supervisionadas por um profissional de Educação Física.

A musculação é a alternativa mais buscada por pessoas que possuem vigorexia
A musculação é a alternativa mais buscada por pessoas que possuem vigorexia
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos

Assuntos Relacionados