Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Termologia
  4. A escala Fahrenheit

A escala Fahrenheit

Os primeiros termoscópios foram construídos geralmente por médicos e meteorologistas e não físicos, como pensamos. Em meio aos estudos sobre temperaturas, havia vários astrônomos realizando pesquisas nessa área.

Em meio a esses astrônomos, podemos identificar o sueco Celsius e também o dinamarquês Ole Roemer, que ficou conhecido no ano de 1676 por apresentar pela primeira vez uma evidência dizendo que a velocidade da luz era finita e não infinita como pensavam.

Roemer construiu vários termômetros abertos, nos quais utilizou também diversos tipos de álcool. Ao construir uma escala termométrica, Roemer atribuiu o grau zero à temperatura mais baixa de sua escala; assim ele evitou trabalhar com temperaturas negativas. Naquela época, era possível chegar à temperatura mais baixa através de uma mistura de partes proporcionais de gelo, água e determinado tipo de sal.

Pela familiaridade, ou por lidar com medidas de ângulos, o número 60 foi atribuído à temperatura de ebulição da água. Ainda em sua escala, ele marcou a temperatura de fusão do gelo como sendo 7,5 graus; e à temperatura do corpo humano ele atribuiu o valor de 22,5 graus.

Fahrenheit (Daniel Gabriel Fahrenheit) foi um físico alemão nascido em Danzig, na atual Polônia. A fim de conhecer os trabalhos de Roemer, Fahrenheit o visitou na Dinamarca. Ao retornar de sua viagem, Fahrenheit passou a realizar aperfeiçoamentos nos termômetros construídos por Roemer.

Foi por volta de 1717 que Fahrenheit construiu um termômetro mais preciso do que todos os que tinham sido construídos naquela época. Inicialmente, Fahrenheit adotou as escalas elaboradas por Roemer, mas logo conseguiu determinar entre um grau Roemer e outro muito grande, e, para conseguir maior precisão, dividiu o grau Roemer por 4.

Ao realizar as medidas correspondentes com sua escala, Fahrenheit passou a classificar a temperatura de ebulição da água de 60 graus Roemer (60ºR) para 240 graus Fahrenheit (240ºF), a temperatura de fusão do gelo passou de 7,5ºR para 30ºF, e a temperatura do corpo humano passou de 22,5ºR para 90ºF.

Pelo fato de os valores terem sido encontrados utilizando um termômetro não muito preciso, Fahrenheit achou melhor fazer alguns ajustes, sendo que um deles foi baixar um pouco o 0ºR, usando um tipo diferente do sal usado por Roemer na mistura gelo + água. Após esses reajustes, Fahrenheit chegou à escala Fahrenheit que conhecemos hoje, onde o ponto de fusão da água corresponde a 32°F e o ponto de ebulição a 212°F.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Daniel Gabriel Fahrenheit
Daniel Gabriel Fahrenheit
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva

Assuntos Relacionados