Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Óptica
  4. A luz e o controle de qualidade

A luz e o controle de qualidade

Ao interagir com diferentes tipos de substâncias, a luz apresenta comportamentos distintos, que podem ser utilizados no controle de qualidade de diversos produtos.

A luz é uma onda eletromagnética, ou seja, não precisa de um meio de propagação e é formada por um campo elétrico e um magnético, variáveis no tempo e que se propagam no espaço. No vácuo, as radiações eletromagnéticas atingem sua velocidade máxima, que corresponde a 300 milhões de metros por segundo.

Propagando-se em diversos meios e incidindo sobre diferentes corpos, a luz pode sofrer os fenômenos ondulatórios da reflexão, refração, difração, polarização, etc. A interação da luz com os materiais pelos quais se propaga ou incide pode ser aproveitada para a determinação do controle de qualidade de produtos industrializados, por exemplo.

A seguir, listamos três exemplos de uso da luz no controle da qualidade de produtos.

A luz e caulim

Utilizado na fabricação de papel, adubos, cosméticos e porcelana, o caulim é uma espécie de argila, cujo principal componente é a caulinita. Esse material precisa de um rigoroso controle de qualidade como o tamanho das partículas e a alvura.

Ao incidir luz sobre amostras de caulim, observam-se a porcentagem de radiação que atravessa o material e a coloração obtida a partir do fenômeno da dispersão da luz policromática. Os índices encontrados com a incidência de luz no material determinam a qualidade e a pureza da substância.

A luz e a cor do chocolate

Erros em fases importantes do processo de produção dos chocolates podem provocar alteração na cor da substância, assim, a qualidade do produto, além de outros fatores, está relacionada à sua cor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As avaliações da cor do chocolate são feitas a partir de observações e com o uso de instrumentos. Com o uso de colorímetros e espectrofotômetros, a cor do chocolate pode ser analisada e a sua qualidade garantida. Ao incidir luz sobre a substância, os aparelhos fazem a análise dos raios de luz refletidos, determinando a sua cor.

O refratômetro

Os refratômetros são equipamentos utilizados para a determinação do índice de refração da luz em substâncias na fase líquida. O aparelho emite um raio de luz que atinge a substância e sofre refração, fenômeno que determina a alteração na direção de propagação e na velocidade da luz, quando ela muda seu meio de propagação. A partir dos ângulos de incidência e refração da luz, pode-se determinar o índice de refração da substância.

Mudanças na densidade de substâncias provocam alterações no valor do índice de refração, portanto, a determinação dessa grandeza torna-se importante para garantir a qualidade desses produtos.

Ao utilizar o refratômetro para medir o índice de refração de um suco, por exemplo, um valor pré-determinado de qualidade é esperado. Caso o teor de açúcar esteja fora dos padrões normais, o índice de refração do suco não terá o valor ideal, e a sua qualidade estará comprometida.

O controle de qualidade de produtos pode ser feito pela interação da luz com as substâncias que os compõem
O controle de qualidade de produtos pode ser feito pela interação da luz com as substâncias que os compõem
Publicado por: Joab Silas da Silva Júnior

Assuntos Relacionados