Antena

Nesse mundo globalizado, as informações circulam com muito mais rapidez graças a um dispositivo que capta e emite ondas eletromagnéticas, a antena.

Como são produzidas as ondas eletromagnéticas? Elas são produzidas por cargas elétricas em movimento, quer dizer, as cargas elétricas são as fontes dos campos eletromagnéticos. À medida que as fontes variam com o tempo, as ondas eletromagnéticas se propagam para longe das fontes. Então, podemos dizer que houve a emissão das ondas eletromagnéticas. Esse processo de emissão de ondas eletromagnéticas pode ser realizado por estruturas denominadas antenas. Apesar de qualquer estrutura poder emitir ondas eletromagnéticas, as antenas emitem com maior eficiência.

Uma antena irradia seu sinal eletromagnético em todas as direções no espaço
Uma antena irradia seu sinal eletromagnético em todas as direções no espaço

As antenas podem ser usadas tanto para emitir quanto para receber sinais eletromagnéticos. Mas como se dá esse processo?

Uma corrente elétrica alternada é produzida no transmissor e esse tipo de corrente tem sua intensidade variando em função do tempo, de acordo com a função trigonométrica seno, a essa variação associamos uma grandeza chamada frequência, que é medida em hertz. A corrente então oscila ao longo de um condutor e essa oscilação vai produzir um campo eletromagnético, ou seja, vai produzir ondas eletromagnéticas. As ondas eletromagnéticas produzidas são emitidas e viajam através do espaço em todas as direções, como o espaço está repleto de ondas eletromagnéticas vindas de diversas fontes, e como são ondas, elas possuem frequência e comprimento de onda. É exatamente essas duas grandezas que vão diferenciar uma da outra.

Cada onda tem sua própria frequência, quanto maior o valor da frequência, menor será o comprimento de onda. Logo, quanto maior o comprimento de onda, menor será a frequência da onda. Essas ondas chegam a uma infinidade de antenas receptadoras espalhadas pelas cidades, mas cada antena irá captar apenas as ondas que estão na faixa de frequência programada. Ao chegar na antena receptora, a onda irá induzir uma corrente alternada que oscilará com uma frequência igual a sua. Apesar dessa corrente ser bem mais fraca do que a corrente que gerou a onda na antena transmissora, ela pode ser amplificada no aparelho receptor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vamos analisar, por exemplo, o que ocorre no caso de uma antena de uma estação de rádio. O som produzido pela voz do locutor é convertido em corrente elétrica de baixa frequência no microfone. Essa corrente de baixa frequência provoca alterações na corrente de alta frequência da estação e é essa corrente de alta frequência que nos proporciona identificar a estação de rádio no visor do aparelho.

Assim, as duas correntes elétricas, a de baixa e a de alta frequência, combinam-se, e a corrente de alta frequência se transforma numa espécie de transporte da corrente de baixa frequência - que é a voz do locutor. Essa nova corrente chega então na antena transmissora da estação e essa emite ondas eletromagnéticas em todas as direções do espaço, ou seja, propaga informações. Essas informações na forma de ondas eletromagnéticas são captadas pela antena receptora de um aparelho de rádio.

Antenas são estruturas utilizadas em diversos tipos de comunicação, como rádio, televisão, telefones celulares e muito mais
Antenas são estruturas utilizadas em diversos tipos de comunicação, como rádio, televisão, telefones celulares e muito mais
Publicado por: Paulo Soares da Silva

Assuntos Relacionados