Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Astrofísica
  4. Buracos Negros

Buracos Negros

Os buracos negros são regiões em que o campo gravitacional é intenso e capaz de curvar o espaço à sua volta. Nem mesmo a luz consegue sair de um buraco negro.

Sabemos que uma estrela é um enorme reator nuclear, e que sua energia é proveniente da fusão de dois átomos de hidrogênio para formar o átomo de hélio, essa fusão libera incríveis quantidades de energia.
A massa do hélio é menor do que a massa dos dois átomos de hidrogênio, o que é explicado pela emissão da energia.

O equilíbrio entre as explosões nucleares e a gravidade da estrela é responsável por sua forma e vida. Quando o combustível da estrela diminui a ponto de a gravidade ser maior do que a força de expansão, proveniente da fusão dos átomos de hidrogênio, a estrela entra em colapso, ou seja, as camadas externas da estrela implodem em direção ao centro.
No caso de estrelas algumas vezes maiores do que o Sol, esse colapso determina a morte da estrela, que pode originar o que chamamos de buracos negros.

O buraco negro é uma região em que o campo gravitacional é tão intenso que é capaz de curvar o espaço à sua volta, região essa chamada de horizonte de eventos.
A gravidade elevada faz com que a velocidade de rotação no centro do horizonte de eventos seja maior do que a velocidade da luz. Isso impede que até mesmo a luz possa sair de um buraco negro.

Mas, se nem a luz pode sair de um buraco negro, como podem os cientistas observar os buracos negros?

Os efeitos causados pelos buracos negros permitem a observação de astros que orbitam essas regiões, e essa observação permite calcular a probabilidade da existência de um buraco negro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Buraco Negro na Grande Nuvem de Magalhães
Buraco Negro na Grande Nuvem de Magalhães
Publicado por: Kleber G Cavalcante

Assuntos Relacionados