Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Eletricidade
  4. Eletrodinâmica

Eletrodinâmica

A eletrodinâmica estuda o comportamento das cargas elétricas em movimento. Para compreender esse movimento, é preciso compreender o conceito de elétrons livres.

A eletrodinâmica é a parte da física responsável pelo estudo do comportamento das cargas elétricas em movimento.

É sabido por todos a importância da energia elétrica para a humanidade, já que, através dela, o avanço tecnológico e as facilidades que completam a vida moderna são cada vez maiores.

Para entendermos o movimento que acontece com a energia elétrica, precisamos relembrar o conceito de elétrons livres.

Elétrons livres são os elétrons mais distantes do núcleo do átomo, que se concentram na parte externa do átomo de forma desordenada.

Quando esses elétrons livres recebem a carga de um gerador, se organizam e formam através dessa organização uma corrente elétrica que acontece em virtude da influência de uma força elétrica responsável por este movimento.

A corrente elétrica é então o movimento ordenado das cargas elétricas num condutor metálico e possui sentidos convencional (deslocamento das cargas positivas do potencial maior para o menor) e real (deslocamento do potencial menor para o maior). A corrente elétrica também possui intensidade, tipos (corrente contínua e alternada) e efeitos.

Existem também corpos capazes de conduzir de melhor ou pior forma essa energia, e são chamados de condutores, supercondutores e isolantes.

Condutores – são os objetos responsáveis pela movimentação dos elétrons como, por exemplo, os metais, a água e o corpo humano.

Supercondutores – formados por substâncias como a cerâmica, que oferece pouca resistência à passagem de elétrons.

Isolantes – materiais formados de substâncias capazes de impedir a movimentação de elétrons, como é o caso da borracha e da madeira.

Dentro do estudo da eletrodinâmica temos também a análise dos resistores, que são os componentes elétricos responsáveis por limitar a intensidade da corrente elétrica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Talita A. Anjos
Graduada em Física
Equipe Mundo Educação

Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados