Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Eletricidade
  4. Eletroforese

Eletroforese

Sabemos que cargas elétricas em movimento criam à sua volta um campo de propriedade elétrica o qual denominamos de campo elétrico. Esse campo é que vai interagir com outra carga elétrica, produzindo força de atração e repulsão. Dessa forma, definimos o campo elétrico como sendo a força que atua em uma carga de prova positiva (q0) dividida pelo valor dessa carga.

Assim, quando temos o movimento de partículas em suspensão através de um fluido sob a ação de uma diferença de potencial aplicada a eletrodos em contato com a suspensão, temos uma eletroforese.


Um campo elétrico aplicado na amostra separa os fragmentos de DNA.


Ao se aplicar uma diferença de potencial entre os eletrodos, estabelece-se um campo elétrico na região entre eles. Os íons das moléculas que se quer estudar sofrem uma força elétrica dada por F = qE. Esta força desloca os íons na direção do campo. Os íons maiores se movem com velocidade menor do que os íons menores.

Após algum tempo, o campo é desligado e os íons param em posições diferentes. Medindo as posições finais dos íons, duas mostras podem ser comparadas.

Por Domiciano Corrêa Marques da Silva
Graduado em Física
Cuba de eletroforese.
Cuba de eletroforese.
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva

Assuntos Relacionados