Fusíveis

Fusíveis comuns usados no circuito elétrico de automóveis
Fusíveis comuns usados no circuito elétrico de automóveis

Em dias chuvosos e de muita incidência de raios, costumamos desligar todos os equipamentos elétricos das tomadas a fim de evitar que queimem sua fonte de energia. No entanto, em muitas residências não se toma essa precaução, pois elas contam com equipamentos de segurança que interrompem as elevadas correntes elétricas no circuito elétrico das residências.

Sendo assim, podemos afirmar que toda rede elétrica, ou todo circuito elétrico, deve conter algum tipo de sistema de proteção para que não haja danos em casos de ligações inadequadas ou de curtos-circuitos. O sistema de proteção mais utilizado é constituído de fusíveis. Geralmente, os fusíveis são feitos com um fio de chumbo que apresenta um determinado limite para a intensidade da corrente elétrica pela qual ele passa.

Caso a intensidade da corrente ultrapasse o limite, o fio de chumbo, cujo ponto de fusão é baixo, rompe-se, abrindo o circuito, ou seja, interrompendo a passagem da corrente elétrica que possivelmente danificaria todo o circuito.

Com os fios fundidos, os fusíveis queimam, e o circuito elétrico, por sua vez, fica aberto e deixa de funcionar. Portanto, a função dos fusíveis é proteger a instalação elétrica da casa como um interruptor de segurança. Sem ele, é possível que um circuito sobrecarregado danifique um aparelho elétrico ou até provoque um incêndio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os circuitos devem ser equipamentos com fusíveis cujos valores máximos de corrente elétrica sejam menores que os valores máximos tolerados pelos fios da instalação.

Os circuitos podem também ser protegidos por disjuntores, que utilizam ímãs ou barras bimetálicas para abrir um interruptor. Esses dispositivos abrem automaticamente um circuito quando a corrente excede um valor predeterminado. Nesse caso, não é preciso substituí-los, basta ligar novamente a chave do disjuntor depois de consertar o defeito na instalação.

Verifique se na instalação elétrica de sua casa há fusíveis ou disjuntores e descubra a corrente elétrica máxima que eles suportam. Mas lembre-se: evite manuseá-los quando estiverem instalados em um circuito elétrico, pois você pode levar um choque muito forte.

Assuntos Relacionados