Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Mecânica
  4. Líquidos não miscíveis em equilíbrio

Líquidos não miscíveis em equilíbrio

Simon Stevin foi um engenheiro e matemático que demonstrou que a pressão no interior de um líquido depende apenas da profundidade e não da forma do recipiente.

Na figura acima temos um tubo em forma de U que contém dois líquidos diferentes, o líquido A e o líquido B, que não se misturam, isto é, são miscíveis. Vamos considerar as pressões p1 e p2 nos pontos 1 e 2, localizadas em um mesmo nível horizontal que passa pela superfície de separação entre os líquidos A e B.

Sendo pontos do mesmo líquido (A) em repouso, da primeira consequência da lei de Stevin, podemos dizer que ambas as pressões são iguais, isto é:

P1 = P2

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Se novamente aplicarmos a Lei de Stevin, poderemos encontrar o valor de p1 e p2, sendo assim, temos:

p1=p0A.g.hA

p2=p0B.g.hB

Em que, nas equações acima, p0 é a pressão atmosférica e hA e hB são as alturas das superfícies livres dos líquidos A e B em relação aos pontos 1 e 2, isto é, em relação a reta horizontal que passa pela superfície de separação entre os dois líquidos.

Se igualarmos as duas equações p1 e p2, obteremos:

p0A.g.h= p0B.g.hB

ρA.h= ρB.hB

De acordo com a equação acima, e também tomando como base a figura acima, podemos dizer que ρA.<hB e hAB.

Líquidos não miscíveis, de densidades diferentes, ficam em equilíbrio em níveis diferentes
Líquidos não miscíveis, de densidades diferentes, ficam em equilíbrio em níveis diferentes
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados